Veja algumas precauções que devem ser tomadas ao pedir a aposentadoria 

Ao final de suas carreiras, muitos brasileiros têm o direito de solicitar a aposentadoria, e ter seu descanso merecido. No entanto, é preciso tomar alguns cuidados antes de dar entrada no pedido do benefício. 

Isto porque, após a reforma da previdência de 2019, algumas questões ficaram um pouco confusas. Desta forma, para evitar que a aposentadoria não seja concedida, ou receber do benefício um valor menor do que o devido, continue lendo e confira algumas dicas para aumentar as chances de êxito no processo. 

Antes de entrar nas precauções, vale ressaltar, previamente, a importância do acompanhamento profissional especializado ao solicitar a aposentadoria. Isto porque um advogado previdenciário pode traçar e analisar os melhores caminhos de modo a garantir um melhor benefício. 

Contudo, ainda sim, é sempre necessário estar ciente dos possíveis erros os quais podem, no que lhe concerne, prejudicar o segurado ao se aposentar. 

Dicas para garantir uma boa aposentadoria

– Confira os salários recebidos no CNIS

Por vezes, o empregador pode ter repassado erroneamente o valor pago ao segurado no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS). Neste sentido, caso o salário informado no CNIS seja inferior ao que de fato foi recebido pelo trabalhador, consequentemente isto diminuirá o valor da aposentadoria. 

Isto porque, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), calcula o valor dos benefícios conforme o salário de contribuição. Assim sendo, compare as informações contidas no CNIS com a remuneração que consta na carteira de trabalho ou em contracheques referentes a época e confira se há alguma irregularidade. 

– Veja se empresa deu a devida baixa na carteira de trabalho

Pode acontecer de o empregador não registrar o fim do vínculo empregatício junto ao CNIS. Se assim for, o período trabalhado pode não ser considerado nas contribuições, de modo que o valor do benefício diminuirá. 

Em razão disso, é recomendado que o segurado ao identificar este erro, comprove o período trabalhado, para ser considerado as contribuições previdenciárias realizadas na época. 

– Saiba se seu NIT (Número de registro do trabalhador) está unificado

É possível que seja registrado dois NITs para um mesmo trabalhador. Isto pode acontecer, por exemplo, quando o segurado realizava sua contribuição de forma individual ou facultativa e passou a realizar o recolhimento como um trabalhador formal (carteira assinada). 

Em razão disso, as contribuições não serão contabilizadas juntas, o que por sua vez, pode gerar o indeferimento dos benefícios. Será necessário que o segurado solicite a unificação do NIT. 

Designed by @bilahata / freepik
Designed by @bilahata / freepik

– Vínculos que constam na carteira, mas não foram considerados 

A medida que o INSS desconsiderou um tempo de trabalho mesmo que ele conste na CTPS (Carteira de Trabalho da Previdência Social), o  pedido de aposentadoria pode ser negado, ou assim como nos tópicos diminuir o valor que seria devido ao segurado. 

Assim sendo, para comprovar o vínculo empregatício será preciso reunir alguns documentos os quais deverão ser apresentados em alguma agência da previdência, ou anexados a um pedido de correção no portal Meu INSS. Confira os documentos que podem servir de prova:   

  • Carteira de Trabalho;
  • Holerites (Contracheque); 
  • Extratos do FGTS; 
  • Contrato de trabalho;
  • Crachás com dados da empresa; 
  • Fotos da época trabalhada; 
  • Entre outros. 

PS: É de suma importância que os documentos não possuam rasura e estejam em bom estado de conservação, de modo que seja possível conferir a informação. 

– Confira se o seu cadastro no INSS está atualizado 

O portal Meu INSS é uma importante ferramenta do órgão, em que é fornecido todos os seus serviços. Sendo assim, é de suma importância manter sempre suas informações atualizadas para evitar qualquer equívoco, ao solicitar algum benefício, inclusive a aposentadoria. 

Caso você ainda não tenha o cadastro acesse a página do Meu INSS, e preencha os dados solicitados.

– Importante identificar a aposentadoria que é sua por direito

Por fim, vale ressaltar, que o INSS já conta com diferentes categorias de aposentadorias, cada uma com suas regras de cálculo e concessão. Sendo assim é importante que você identifique em qual você se encaixa,  e saber a qual tipo de benefício você tem direito, bem como o valor que deve ser recebido na sua aposentadoria. 

Importante! Lembrando que essas são informações complexas, sendo assim, torno a ênfase na procura de um advogado ao realizar o planejamento e o pedido da aposentadoria.  

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.