Como está o pós venda de seu escritório de contabilidade?

Você vem estudando formas de manter seu escritório de contabilidade atualizado e já conheceu os principais recursos do marketing contábil digital. Também está sabendo que muito em breve, grupos contábeis internacionais vão aterrizar no país com o objetivo de desenvolver os escritórios para torná-los mais competitivos, inclusive, globalmente.

Dentro deste cenário de mudanças, ter uma carteira recheada de clientes fiéis faz diferença para a longevidade do seu negócio, não é mesmo? Então, você incia uma campanha de marketing digital e consegue mais clientes. Ótimo! Mas o trabalho não pode terminar aqui. Depois do serviço vendido, é necessário estruturar uma rotina de relacionamento com o cliente e oferecer suporte para mantê-lo satisfeito.
 

 
O pós-vendas é tão (ou mais!) importante quanto a venda, já que é o dia a dia que vai provar para seu cliente que ele fez a escolha certa. Ao oferecer a melhor experiência com o seu serviço, sendo proativo em solucionar problemas da MPE e se antecipando às possíveis dificuldades que o empreendedor irá encontrar, é possível estabelecer um relacionamento duradouro. A tendência de Customer Success (ou sucesso do cliente, em português), que trata exatamente dessa postura, também é uma excelente ferramenta de marketing, pois além de fidelizar seu cliente, faz com que ele ainda possa se tornar um ótimo divulgador do seu trabalho.

Por que investir no conceito de pós-vendas na contabilidade?

  • Conquistar um novo cliente custa de cinco a sete vezes mais do que manter um atual (Philip Kotler).
  • Um cliente estabelecido representa o valor financeiro de 15 a 20 leads (clientes potenciais) (Marketing Metrics).
  • As chances do concorrente vender para seu cliente antigo é de 60% a 70% maior (Marketing Metrics).
  • O aumento de 5% na retenção de clientes pode levar a uma elevação nos lucros de até 125% (Gartner Group).

Fonte: E-commerce Brasil.

O contador do futuro deve ficar atento ao passo a passo do pós-vendas para garantir que a MPE usufrua de todos os benefícios que a empresa contábil pode oferecer ao negócio: desde o apoio na parametrização dos produtos no sistema, para correto recolhimento do ICMS, quanto na precisa observação das despesas mensais, que pode garantir uma tributação mais branda, por exemplo. Lembre-se: o foco desta estratégia é no sucesso do cliente!
 

 
Para isso, é importante ter disponibilidade e produtividade. Afinal, o empreendedor está focado no negócio dele e precisa do apoio especializado do contador para não se perder frente a tantas obrigações e prazos legais.

Nesse aspecto, ter a tecnologia como principal aliada é fundamental para o escritório contábil se diferenciar da concorrência e oferecer um grande pós-vendas. Veja um exemplo: quando o cliente já usa um sistema de gestão, como o ContaAzul, o contador pode ser muito mais eficiente, pois consegue ter acesso aos dados do software e exportar as informações diretamente para o sistema usado pelo escritório de contabilidade. Com essa facilidade, um fechamento contábil que durava dois dias, pode ser concluído em apenas 15 minutos. Assim, o contador reduz o tempo de trabalho operacional e pode se dedicar ao analítico, que fará toda a diferença para a MPE.

Além disso, com um processo interno mais dinâmico, a empresa contábil consegue atender mais clientes com a mesma equipe, sem prejudicar a qualidade do atendimento e do trabalho realizado.

Um passo a passo de pós-vendas estruturado, que tenha como foco o sucesso do cliente, sem dúvida é uma ferramenta de marketing (e também de gestão) altamente eficaz para a prosperidade da empresa contábil.

Conheça quatro formas de adotar o modelo Customer Success na contabilidade:

  1. Participar ativamente da estratégia da MPE, orientando o cliente com informações sobre fluxo de caixa, emissão de notas fiscais, planejamento tributário, entre outros;
  2. Indicar e acompanhar a utilização de bons sistemas de gestão (ERP) para que o escritório também possa, por exemplo, consultar documentos digitalizados ou conferir se o cliente fez a conciliação bancária adequadamente, dando uma retaguarda na operação;
  3. Agir de maneira proativa, usando a experiência do contador para antever cenários e oferecer soluções preventivas ao clientes (como na estruturação de regras para atender à legislação trabalhista, evitando processos judiciais);
  4. Criar uma rotina estruturada de atendimento ao cliente, com ferramentas adequadas de comunicação e controle, para agilizar o tempo de resposta, ampliar a abrangência do atendimento e ainda ganhar mobilidade.

Utilizando as estratégias de marketing contábil digital e preparando seu escritório de contabilidade de acordo com as tendências de mercado, o contador do futuro se mostra conectado ao novo tempo e apto para ter ainda mais sucesso no futuro!

Matéria: ContaAzul – Parceiro Jornal Contábil