Recibo provisório de serviços: entenda o que é e como usar

Todo empresário sabe que é indispensável emitir nota fiscal por seus serviços e produtos. Para facilitar o dia a dia, a Nota Fiscal Eletrônica (NFS-e) tem sido o meio de emissão preferido dos comerciantes. Mas e se ocorrer algum imprevisto na hora de emitir a nota ao cliente? É aí que entra o RPS.

Se você tem dúvidas sobre o que é o RPS, acompanhe este post que preparamos e saiba como essa ferramenta pode ajudar seus negócios.

Entenda o que é o RPS

O Recibo Provisório de Serviços é um recibo de preenchimento manual para ser usado em situações emergenciais, quando a Nota Fiscal Eletrônica não puder ser emitida por qualquer razão.

Nele devem ser preenchidos os dados do comprador e as informações sobre os produtos ou serviços prestados. Também é necessário constar o CNPJ de sua empresa, essencial na hora de transformar o RPS em Nota Fiscal Eletrônica. O preenchimento deve ser feito em duas vias: a primeira fica com o cliente e a segunda com o prestador de serviço.

Como ter o RPS em meu negócio

Para se proteger de imprevistos que impeçam a emissão da Nota Fiscal Eletrônica, procure na prefeitura de sua cidade o órgão responsável pelo fornecimento do RPS.

Como não existe um modelo padronizado, a constituição do documento pode variar de cidade para cidade, conforme as exigências legais de cada município. Contudo, é essencial que ele seja sequencialmente numerado e conte com as informações que permitam sua conversão em NFS-e, como o CPF ou CNPJ do tomador de serviços.

Tipos de Recibo Provisório

Fique atento, pois existem três tipos diferentes de Recibos Provisórios. É fundamental utilizar o modelo adequado para não ter problemas na hora de emitir a nota fiscal.

O Recibo Provisório de Serviços (RPS) substitui a Nota Fiscal Eletrônica (NFS-e) e a Nota Fiscal de Serviço (NFS), além da Nota Simplificada de Serviço (NFSS) e da Fatura de Serviço (NFFS).
O Recibo Provisório de Serviços de Nota Fiscal Conjugada (RPS-M) tem a função de substituir as notas fiscais mistas, relativas a produtos e serviços.
O Recibo Provisório de Serviços Simplificados (RPSS) informa apenas o CPF ou o CNPJ do comprador, semelhante a um cupom fiscal.

Qual a validade do RPS

Como o próprio nome diz, o RPS é um documento provisório que deve ser substituído pela NFS-e dentro de um prazo. Esse período pode variar conforme o município, mas geralmente o empresário tem até 5 dias após a transação para efetivar a emissão da nota fiscal. Fique atento, pois esse período não é prorrogável.

Conheça os prazos e os demais detalhes referentes ao RPS em sua cidade. Isso é fundamental para evitar penalidades que podem prejudicar seus negócios.

Como converter o RPS em NFS-e
Transformar o RPS em NFS-e é muito fácil. Basta acessar o sistema digital disponibilizado pela prefeitura de sua cidade e informar os dados que constam no recibo provisório.

Viu como é simples contar com o Recibo Provisório de Serviços para não perder negócio mesmo diante de uma situação imprevista? Não perca os prazos para conversão e aproveite todos os benefícios da Nota Fiscal Eletrônica!

quickbooks

Deixe uma resposta