2ª fase de valores a receber em bancos libera 4 bi, veja quem recebe

A segunda fase do programa de valores a receber trará novas situações de saque e consulta e resgate imediato na primeira consulta

Em um momento de instabilidade econômica do país, milhares de brasileiros buscam alternativas para conseguir alguma “grana extra”.

Dessa forma, uma das principais buscas dos brasileiros está relacionada ao Sistema de Valores a Receber (SVR) que permite o resgate de dinheiro “esquecido” em bancos e demais instituições financeiras.

O programa de valores a receber do Banco Central liberou em sua primeira fase R$ 3,9 bilhões a cerca de 30 milhões de pessoas físicas e jurídicas.

Alguns brasileiros puderam reaver valores de R$ 1.000, R$ 10.000, R$ 50.000 e até acima dos R$ 100.000, enquanto outros tiveram poucos reais ou até mesmo centavos devolvidos.

Segunda fase

Já a segunda fase de valores a receber promete disponibilizar cerca de R$ 4,1 bilhões para milhares de brasileiros.

Nessa segunda fase, novas situações que não estavam previstas na primeira etapa serão disponibilizadas para consulta.

Dessa forma, mesmo os brasileiros que tiveram ou não valores a receber na primeira etapa poderão participar dessa segunda fase, justamente por disponibilizar a consulta de situações diferentes em que os brasileiros podem ter deixado o dinheiro parado nos bancos.

A primeira fase do programa liberou o dinheiro esquecido aos brasileiros relacionados às seguintes situações:

  • Contas corrente ou poupança encerradas com saldo; 
  • Cotas de capital; 
  • Valores de consórcio,
  • Tarifas cobradas indevidamente;
  • Entre outros. 

Já na segunda fase serão disponibilizados cerca de R$ 4,1 bilhão para os brasileiros que deixaram dinheiro em bancos nas seguintes situações:

  • contas-correntes ou de poupança encerradas, com saldo disponível;
  • tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o BC;
  • cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito;
  • recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Novidades da segunda fase

Nessa segunda fase do Sistema de Valores a Receber, teremos algumas mudanças importantes, confira:

  • Não haverá mais necessidade de agendamento de resgate do valor, ou seja, será possível pedir o resgate dos recursos no momento da primeira consulta;
  • O SVR contará com informações novas repassadas pelas instituições financeiras. Ou seja, mesmo quem já resgatou seus recursos e quem não tinha valores a receber na primeira etapa deve consultar novamente o sistema, pois os dados serão atualizados, podendo haver novos recursos.

Início da segunda fase

Até o momento, o Banco Central não deu nenhuma informação sobre o início da segunda fase de valores esquecidos em bancos.

A segunda etapa estava inicialmente prevista para ter início no dia 2 de maio, contudo, devido à greve de quase três meses dos servidores do Banco Central que retornaram ao trabalho apenas em julho, o programa segue aguardando nova definição.

Conforme informado pelo Banco Central, assim que houver uma nova previsão de início da segunda fase, os cidadãos serão avisados com antecedência.

Comentários estão fechados.