4 opções de empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa

0

O novo coronavírus chegou em 2020 deixando o Brasil com muitos problemas de saúde e econômicos. Para a pandemia não fizesse um estrago maior, o Governo Federal criou o auxílio emergencial de R$ 600,00, direcionado ao autônomos, desempregados e informais que tiveram uma redução na renda durante o período de crise. Sem o auxílio emergencial, que terminou, muitas pessoas estão sem dinheiro, e vão precisar de um empréstimo bancário.

Mas, com o nome negativado fica complicado conseguir um crédito. No entanto, existe uma maneira de você conseguir um empréstimo mesmo estando no cadastro do SPC e Serasa.

Vejas opções de empréstimo mesmo estando com o “nome sujo”

A Caixa Econômica Federal (CEF) é um dos bancos que possibilitam aos negativados de pedirem um empréstimo. Na verdade são três modalidades oferecidos pela CEF sem precisar passar pela consulta do SPC e Serasa.

Outros bancos também possibilitam o empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa. Contudo, exigem regras para liberar o crédito.

O Bradesco e o Santander oferecem uma boa taxa de juros. Mas, cuidado, outras instituições financeiras possuem juros altíssimos, como é o caso da Crefisa. Então na hora de pedir um empréstimo analise bem o banco e suas exigências.

Caixa Econômica Federal

Penhor da Caixa

Para você que está com o “nome sujo” e precisa de um empréstimo, a melhor saída é a opção Penhor da Caixa. Você poderá deixar seus bens como “garantia” de pagamento. Não será feita a consulta ao CPF. O bom, deste programa de empréstimo são as taxas de juros, que são menores do que as que são aplicadas no mercado financeiro. Detalhe, você poderá conseguir um valor até R$ 100 mil.

Bens que podem ser penhorados:

Joias (em ouro de pelo menos 12 quilates), relógios, metais nobres, pérolas, dentre outros bens.

A Caixa irá emprestar 85% do valor total do bem. Entretanto, caso haja inadimplência, o objeto vai a leilão e o dinheiro fica com o banco!

Crédito consignado com garantia do FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), pode ser uma ótima solução para quem precisa de um empréstimo. Principalmente para os negativados.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, conhecido por FGTS, pode ser um aliado no momento da realização de um empréstimo, quando seu nome estiver negativado.

O bom, que no FGTS, o dinheiro já está em seu nome em uma conta da Caixa, sendo possível usá-lo para garantir um empréstimo. Porém, cuidado, caso haja inadimplência, o banco para não ficar no prejuízo irá retirar o valor devido do seu Fundo de Garantia.

Neste caso, o valor máximo do empréstimo é de até 10% do valor disponível na conta do FGTS e dos 40% da multa em caso de demissão sem justa causa.

Existe a possibilidade de um valor máximo que totaliza 50% do valor que você possui no FGTS. Você tendo R$ 20 mil no Fundo de Garantia, conseguirá um empréstimo de até R$ 10 mil.

Como contratar?

O trabalhador que precisar usar o FGTS como garantia do empréstimo, terá que verificar se sua empresa possui convênio com a Caixa. Só assim conseguirá este tipo de empréstimo.

Empréstimo consignado da Caixa

O consignado também possibilita um empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa. Para quem é pensionista do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), aposentado ou servidor público, essa opção da Caixa será excelente.

Contudo, no caso do crédito consignado, é necessário ter margem consignável disponível, e as parcelas são descontadas diretamente do salário ou benefício do trabalhador.

Vantagem

A vantagem dessa modalidade é que o empréstimo pode ser feito sem consulta ao SPC e Serasa.

Taxa de juros do empréstimo consignado de alguns dos principais bancos do país

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Crédito pessoal consignado INSS

InstituiçãoTaxa de juros ao mêsTaxa de juros ao ano
Banco Daycoval1,94%25,97%
Banco Safra1,93%25,80%
Banco Santander2,01%26,92%
Banco Itaú Consignado2,05%27,56%
Banco do Brasil1,93%25,73%
Banco Bradesco1,85%24,55%
Caixa Econômica Federal1,70%22,42%
Banco PAN2,08%28,08%
Banco BMG2,05%27,52%
Banco Votorantim2,09%28,12%

Crédito pessoal consignado público

InstituiçãoTaxa de juros ao mêsTaxa de juros ao ano
Banco Santander1,59%20,81%
Banco Safra1,86%24,74%
Banco Bradesco1,51%19,70%
Banco do Brasil1,64%21,55%
Caixa Econômica Federal1,66%21,88%
Banco Pan2,00%26,86%
Banco Itaú consignado1,94%25,94%
Banco Daycoval1,94%25,95%
Banco Votorantim1,99%26,73%
Banco BMG2,44%33,51%

Crédito pessoal consignado privado

InstituiçãoTaxa de juros ao mêsTaxa de juros ao ano
Banco Safra1,93%25,76%
Caixa Econômica Federal2,12%28,62%
Banco do Brasil2,07%27,90%
Banco Bradesco2,32%31,74%
Banco Santander2,55%35,23%
Banco Daycoval1,95%26,05%
Itaú Unibanco2,97%42,06%

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil