Aneel mantém bandeira tarifária verde para junho

A Bandeira verde significa que o cidadão não vai sofrer nenhum tipo de acréscimo na conta de luz

Será mantida em junho a bandeira tarifária verde para todos os consumidores conectados ao SIN (Sistema Interligado Nacional), conforme decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), evitando cobrança extra na conta de luz no próximo mês.

As bandeiras tarifárias foram criadas em 2015 pela Aneel. Elas refletem os custos variáveis da geração de energia elétrica. Estão divididas em níveis para indicar quanto está custando para o SIN gerar energia usada pela população em suas casas, estabelecimentos comerciais e indústrias.

A Bandeira verde significa que o cidadão não vai sofrer nenhum tipo de acréscimo na conta de luz. No entanto, quando houver a bandeira vermelha ou amarela, a conta de luz sofrerá acréscimos, que podem variar de R$ 1,874 por 100 quilowatt-hora (kWh) consumido a 9,492 por 100 kWh. 

Até abril deste ano estava sendo aplicada a Bandeira Escassez Hídrica. A partir deste mês, a Aneel acionou a bandeira verde, já que estava havendo condições favoráveis de geração de energia.

Economizar energia muda a cor da bandeira?

Não de forma direta. A cor da Bandeira é definida mensalmente e aplicada a todos os consumidores do Sistema Interligado Nacional – SIN (regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e parte do Norte), mesmo que esteja havendo redução de consumo para diminuir o valor da conta de luz, ou, pelo menos, impedindo que ela aumente. Mesmo assim, será cobrado na conta a bandeira que estiver valendo. No caso da bandeira verde, não há cobrança.

Porém, economizar energia é uma boa atitutde, pois você vai estar contribuindo para reduzir os custos de geração de energia do sistema. O comportamento consciente do consumidor contribui para o melhor uso dos recursos energéticos.

Comentários estão fechados.