Nesta quarta-feira, 16, a Caixa Econômica Federal (CEF) irá realizar o pagamento da quinta parcela do auxílio emergencial no valor de R$ 600,00.

O valor será depositado diretamente nas contas vinculadas à titularidade de cada beneficiário, movimentadas pelo aplicativo do Caixa Tem.

Os contemplados serão os nascidos no mês de junho. 

Os beneficiários que tiveram os cadastros aprovados recentemente e que, esperam pelo pagamento das parcelas anteriores também receberão os valores devidos.

Portanto, os nascidos em junho que aguardam pelo depósito da quarta parcela, serão contemplados com o pagamento na mesma data.

A mesma situação integra o referido grupo, mas que, deverão receber parcelas anteriores. 

Confira o calendário atualizado: 

Nascidos em Depósitos Crédito na poupança social

Janeiro 28/08 3,8 MM

Fevereiro 02/09 3,5 MM

Março 04/09 3,9 MM

Abril 09/09 3,8 MM

Maio 11/09 3,9 MM

Junho 16/09 3,8 MM

Julho 18/09 3,9 MM

Agosto 23/09 3,9 MM

Setembro 25/09 3,9 MM

Out/Nov 28/09 7,6 MM

Dezembro 30/09 3,7 MM

auxilio emergencial
Aplicativo Auxílio Emergencial

Sexta parcela do auxílio

Concluído o pagamento do calendário inicial que prorrogou de três para cinco parcelas o pagamento do auxílio emergencial, agora será iniciado o depósito da sexta parcela.

O novo cronograma terá duração de quatro meses, ou seja, até dezembro, mediante a oferta de um valor reduzido, de R$ 300,00. 

Entretanto, nem todos os beneficiários terão direito ao recebimento das nove parcelas, no total.

Porque, de acordo com o Ministério da Cidadania, pasta responsável pela administração do programa, o auxílio emergencial terminará em dezembro.

Portanto, aqueles que tiveram a aprovação tardia dos cadastros, não terão direito à quantidade integral das parcelas.

Por outro lado, podem ficar despreocupados, porque, o depósito das três parcelas ofertadas, será feito automaticamente nas contas poupanças sociais digitais do Caixa Tem. 

A sexta parcela do auxílio emergencial será direcionada, inicialmente, para os beneficiários cadastrados no Bolsa Família, a partir desta quarta-feira 17.

Em contrapartida, o cronograma dos demais pagamentos ainda não foi divulgado pela Caixa Econômica. 

Suspensão do auxílio 

Na oportunidade, o Ministério da Cidadania aproveitou para informar que, aqueles beneficiários que deram início a algum vínculo empregatício neste meio tempo, não terão direito a receber as parcelas no valor de R$ 300,00.

O mesmo vale para aqueles que foram contemplados com algum benefício previdenciário ou assistencial, do seguro-desemprego ou do programa de transferência de renda federal. 

Por: Laura Alvarenga