Auxílio Emergencial: Terceira parcela será antecipada?

0

O auxílio emergencial já terá sua terceira parcela liberada, no entanto, a Caixa Econômica Federal não informou se haverá uma antecipação do pagamento. Pelo calendário oficial, o início do depósito da terceira parcela em conta Poupança Social Digital, será realizada a partir do dia 20 e o saque em dinheiro e transferência no dia 13 de julho de 2021.

A esperança dos trabalhadores é que, assim como aconteceu com a primeira, a terceira também seja antecipada.

Atualmente está sendo liberado pelo banco, o saque em dinheiro e transferência da segunda parcela, os nascidos em agosto sacam o valor no dia 11 de junho, para quem faz aniversário em setembro, no dia 14 de junho, os aniversariantes de outubro podem sacar no dia 15 de junho, os de novembro em 16 de junho e, por fim, os nascidos em dezembro no dia 17 de junho.

Foto: Marcello Casal Jr./AgBR
Foto: Marcello Casal Jr./AgBR

A terceira parcela será antecipada?

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, informou que com o fim do calendário da segunda parcela, o banco realizará uma análise para poder viabilizar a antecipação da terceira parcela.

Os inscritos do Bolsa Família, não ocorrerá antecipação, isso porque, os beneficiários recebem no cronograma do programa social. Para este grupo, a terceira parcela do auxílio emergencial começa a ser paga no dia 17 de junho.

Calendário da terceira parcela

Mês de nascimentoData do crédito em contaData para saque em dinheiro
Janeiro20 de junho13 de julho
Fevereiro23 de junho15 de julho
Março25 de junho16 de julho
Abril27 de junho20 de julho
Maio30 de junho22 de julho
Junho04 de julho27 de julho
Julho06 de julho29 de julho
Agosto09 de julho30 de julho
Setembro11 de julho04 de agosto
Outubro14 de julho06 de agosto
Novembro18 de julho10 de agosto
Dezembro21 de julho12 de agosto

Bolsa Família

Final NISPagamento do auxílio
117 de junho
218 de junho
321 de junho
422 de junho
523 de junho
624 de junho
725 de junho
828 de junho
929 de junho
030 de junho

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil