Já está sendo finalizado pelo governo, o calendário da primeira parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600.

Iremos trazer para você nesta matéria, o calendário da segunda e terceira parcela do Auxílio Emergencial para os beneficiários do Bolsa Família.

Mas, antes de conferir o próximo pagamento, saiba quem ainda recebe esta semana:

Na segunda-feira, 27, foi pago para os beneficiários do Bolsa Família com o NIS (Número de Identificação Social) Final 7

  • Já no dia 28, foi a do NIS – Final 8
  • No dia 29, será a vez dos beneficiários PBF com o NIS Final 9
  • e no dia 30, vão receber os beneficiários do Bolsa Família, com NIS final 0

Agora, sim, você pode acompanhar as próximas parcelas, no calendário a seguir:

Bolsa Família – segunda parcela do Auxílio Emergencial

bolsa familia


Sendo que a segunda parcela será paga entre os dias 18 e 29 de maio e será de acordo com o número final do NIS:

  • dia 18 de maio: NIS final 1
  • dia 19 de maio: NIS final 2
  • dia 20 de maio: NIS final 3
  • dia 21 de maio: NIS final 4
  • dia 22 de maio: NIS final 5
  • dia 25 de maio: NIS final 6
  • dia 26 de maio: NIS final 7
  • dia 27 de maio: NIS final 8
  • dia 28 de maio: NIS final 9
  • dia 29 de maio: NIS final 0

Terceira parcela

será paga entre os dias 17 e 30 de junho e também será de acordo com o número final do NIS

  • dia 17 de junho: NIS final 1
  • dia 18 de junho: NIS final 2
  • dia 19 de junho: NIS final 3
  • dia 22 de junho: NIS final 4
  • dia 23 de junho: NIS final 5
  • dia 24 de junho: NIS final 6
  • dia 25 de junho: NIS final 7
  • dia 26 de junho: NIS final 8
  • dia 29 de junho: NIS final 9
  • dia 30 de junho: NIS final 0


Contas Digitais da Caixa

Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, são 30 milhões de brasileiros que não tem movimentação bancária com acesso a contas digitais, que irão receber o pagamento do Auxílio Emergencial.

Bem como, isto é uma inciativa social muito forte. Estas pessoas a partir de agora podem fazer transações sem custo por meio da conta digital.

Esta foi uma maneira de evitar em tempo de isolamento social, que as pessoas saiam de casa para ir ao banco, evitando aglomerações nas agências bancárias. De modo que as transações podem ser feitas pelo aplicativo, sem precisar ir à rua.