Bolsa Família poderá ter um valor de R$ 200 em 2021

0

O Bolsa Família passou a ser a grande expectativa de 2021. Tudo porque o governo deixou de lado o projeto de criar um programa social para substituí-la. A ideia é dar uma turbinada, mudando o valor e ampliando o número de famílias beneficiadas.

Ano passado por causa da pandemia do novo coronavírus, os inscritos do Bolsa Família foram incluídos para receberem o auxílio emergencial no lugar do benefício. Foram pagas, entre abril e dezembro de 2020, um total de nove parcelas, sendo cinco com valor de R$ 600 e quatro com valor de R$ 300.

Com o final do auxílio emergencial em dezembro de 2020, os inscritos voltam a receber o valor normal do programa, R$ 190. O presidente Jair Bolsonaro já havia dito que queria aumentar o valor pago pelo Bolsa Família.

Como não aconteceu a prorrogação do auxílio emergencial e também ficou no papel o lançamento do novo programa social Renda Brasil e Renda Cidadã, o Bolsa Família continua sendo o principal programa assistencial para quem se encontra em estado de vulnerabilidade social. Atualmente, 14 milhões são contemplados com o benefício.

Governo promete aumento no Bolsa Família

Para compensar a falta de um novo programa social, o governo voltou seus olhos para o Bolsa Família. Segundo informações do Ministério da Cidadania, há estudos sendo feitos para mudanças a serem feitas no programa em 2021. Uma dessas mudanças, seria no valor de pagamento, que poderá passar para o valor de R$ 200 por mês.

Na proposta de mudanças está também a ampliação de famílias atendidas, pelo que tudo indica, os beneficiários seriam os que deixaram de receber o auxílio emergencial e não fazem parte do Bolsa Família.

O Bolsa Família volta a pagar os seus beneficiários com o valor que era praticado antes da pandemia do novo coronavírus.

Calendário de pagamento do Bolsa Família

Designed by @rafapress / shutterstock
Final do NISData do pagamento do Bolsa Família 2021
118 de janeiro
219 de janeiro
320 de janeiro
421 de janeiro
522 de janeiro
625 de janeiro
726 de janeiro
827 de janeiro
928 de janeiro
029 de janeiro
Fonte Caixa

Lembrando que a Caixa Econômica Federal já está realizando o pagamento do benefício por meio do aplicativo Caixa Tem. Sendo assim, o banco abrirá uma conta social digital para todos inscritos no benefício.

Em dezembro de 2020, começaram a receber pela conta social digital, os inscritos com o final de NIS 9 e 0.

Agora, também receberão pela Poupança Social Digital, os inscritos com o final de NIS 6, 7 e 8. Em fevereiro será a vez dos que estão inscritos com o final de NIS 3, 4 e 5.

Finalmente em março, passam a receber pela Poupança Social Digital, os inscritos com o final de NIS 1 e 2. E também passarão a receber pelo aplicativo Caixa Tem, os Grupos Populacionais Tradicionais Específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua).

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil