Brasil vai entrar em colapso de Covid-19 em duas semanas, diz governador da Bahia

0

Rui Costa (PT-BA), Governador da Bahia, prevê o colapso da saúde, de acordo com o mesmo “a saúde vai colapsar e o Brasil mergulhará no caos em duas semanas”.

Rui Costa fez a afirmação direto para à coluna da Folha de S. Paulo, assim que foi anunciado a suspensão das atividades não-essenciais em todo o estado da Bahia no final de semana, para que seja possível conter a disseminação da Covid-19.

“Já estamos vendo o problema se agravar no país todo. No Rio Grande do Sul, na Bahia, no Ceará. Nunca tivemos uma situação igual”, afirma o governador. “Já estamos vendo o problema se agravar no país todo. No Rio Grande do Sul, na Bahia, no Ceará. Nunca tivemos uma situação igual”, continuou.

O governador da Bahia informou que já são mais de mil leitos de UTI exclusivos para Covid-19. E nos últimos dez dias abriu mais 200.

De acordo com Rui “eles lotaram de uma hora para a outra, da noite para o dia”. ao que parece a situação vai se tornar ainda mais dramática, porque até o dia de ontem (25) 195 pacientes estavam na fila da UTI aguardando uma vaga, sendo necessário tratamento intensivo e infelizmente sem ter como recebê-lo.

Foto: Reuters/Michael Weber/Imago Imagens/Direitos reservados
Foto: Reuters/Michael Weber/Imago Imagens/Direitos reservados

“No auge da primeira onda, em julho do ano passado, registramos 80 mortes no pior dia”, afirma Rui. Para o governo o grande problema é que a população está exausta de cumprir tantas medidas de isolamento e com as novas cepas circulando o Brasil, sendo elas mais contagiosas e letais o cenário deve se agravar em todo o país.

“Temos hoje, ainda, um menor número de infectados, mas uma explosão de internações e de mortes muito mais grave do que em julho de 2020”, afirma. “Antes, a quase totalidade das mortes era de pessoas de mais de 60 anos. Agora, jovens, de 30 a 50, também estão sendo vítimas fatais.”

“A pressão nunca foi tão grande”, finaliza o governador Rui Costa.

Conteúdo adaptado da fonte original Folha de S. Paulo