Cartão de crédito BNDES MEI: Saiba como conseguir o seu

0

Obter crédito com juros baixos ajuda no crescimento e desenvolvimento de uma empresa e, com o MEI (Microempreendedor Individual) não é diferente.

Por isso, uma boa dica é verificar todas as opções disponíveis para quem atualmente possui um CNPJ MEI, e uma delas é o cartão BNDES – disponibilizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

Mesmo que pareça burocrático falar em cartões para empreendedores, vale a pena saber como funciona este serviço, quem pode utilizá-lo, e quais as suas vantagens.

Por isso, separamos as principais informações sobre o cartão que permite a realização de investimentos para qualquer tipo de categoria de empresas brasileiras. 

Quem pode solicitar?

Para ter acesso ao cartão, é preciso estar com o CNPJ ativo, além disso, a atividade desenvolvida por sua empresa deve cumprir as política operacionais e de crédito do BNDES.

Sendo assim, basta separar a documentação que será analisada pelo banco: dentre elas está a Certidão Negativa de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CND) ou Certidão Positiva com Efeitos de Negativa de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CPEND).

Também será necessário a apresentação do Certificado de Regularidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a comprovação de Regularidade quanto à entrega da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) para o MEI que possui um funcionário, além da declaração de que está legalizado perante os órgãos públicos.

A partir disso, vamos conhecer melhor como e onde fazer a solicitação do cartão BNDES. 

QUERO TER UM CARTÃO DE CRÉDITO

Designed by fernandoks / istockphoto

Bancos Credenciados 

Para a análise do pedido e a emissão do cartão, é preciso entrar em contato com as instituições financeiras que são credenciadas e permitidas à liberar o cartão.

Elas possuem uma parceria com o BNDES que fica responsável por garantir os recursos.

Desta forma, o MEI pode escolher entre os seguintes bancos: Banco do Brasil; Banco do Nordeste; Banestes; Banrisul; Bradesco; Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE); Caixa Econômica Federal; Itaú; Santander e Sicoob.

Esse contato pode ser feito através do site do BNDES onde constam todas as informações das instituições bancárias: basta procurar a opção “solicitar cartão BNDES” e informar seu CNPJ, depois é preciso selecionar o banco emissor e preencher os dados que forem solicitados. 

Benefícios 

Antes de falarmos sobre os benefícios garantidos com a emissão do cartão, é preciso destacar que, se o MEI tiver seu pedido negado poderá fazer uma nova solicitação em outra instituição bancária.

A partir disso, ele poderá ter um limite de crédito de até R$ 2 milhões que pode ser parcelado em até 48 vezes.

O cartão oferece taxas de juros que não excedem 2% ao mês, mas a situação de cada MEI é verificada individualmente, pois, o valor do cartão varia de acordo com o seu faturamento.

Sendo assim, o valor poderá ser utilizado para aquisição de equipamentos, embalagens para seu e-commerce ou loja física, insumos e materiais de escritório, além de equipamento audiovisual, computadores, dentre outros.

Também está prevista a possibilidade de compra de veículo para ser utilizado para o seu negócio.

Com esse capital de giro, também podem ser feitos novos investimentos ou ampliação do seu empreendimento.

Esta é uma modalidade que se tornou uma boa opção para os pequenos empresários que procuram um apoio financeiro, principalmente durante a pandemia causada pela covid-19, que tem motivado várias ofertas de crédito destinadas ao microempreendedor individual.

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Samara Arruda