O que é o cheque especial

cheque especial nada mais é do que uma forma de empréstimo, em que o banco de sua preferência empresta dinheiro conforme a sua renda, normalmente esse dinheiro é disponibilizado como saldo na conta corrente, e por este empréstimo o banco cobra juros sobre o valor emprestado.

Mas é muito importante, antes de pegar o valor emprestado saber calcular juros do cheque especial para depois não se complicar

A partir do limite de crédito definido por você e o agente bancário que te atender. Por exemplo: se o seu limite for de R$ 1.100,00, é possível gastar essa quantia no decorrer do mês, ainda que você tenha apenas R$ 300,00 na conta.

Qualquer cliente pode ter um cheque especial, que sempre cobra uma taxa de juros, cobrados quando a pessoa estoura o limite ou não possui dinheiro no dia da cobrança. A porcentagem de juros é cobrada sobre o total da dívida. Além disso, é fundamental saber que o cancelamento do serviço pode ocorrer quando o cliente quiser, sem complicações.

Como calcular o juros do cheque especial

O cálculo dos juros do cheque especial é feito diariamente e a taxa varia de acordo com cada banco, essa taxa pode ser verifica no site do seu próprio banco ou no site do Banco Central,

A cobrança é feita uma vez por mês, muitos bancos dão um prazo limite para você repor o valor utilizado do limite para que não seja cobrado juros.

Para calcular o juros do cheque especial cobrado diariamente, você nem precisa ser fera em matemática. Basta dividir a taxa de juros mensal aplicada por seu banco pela quantidade de dias do mês, o que gera a porcentagem ao dia. Por exemplo: se a taxa for de 10,81 e o mês tiver 30 dias, o resultado dá 0,36%.

Já para calcular o juros do cheque especial sobre o valor e os dias usados, deve-se conhecer o saldo utilizado do cheque especial, os dias usados e o resultado do cálculo acima. Caso o saldo seja 400, o total de dias seja 12 e o resultado da fórmula seja 0,36%, aí é só multiplicar tudo, que resulta na quantia dos juros que são devidos ao banco.

Dicas para não de complicar com juros do cheque especial

Primeiramente deve-se pesquisar os juros cobrados pelas instituições financeira e verificar qual que tem a menor taxa de juros no cheque especial.

Segundo, deve-se levar em conta a necessidade de se fazer uso do cheque especial, ou seja, não deve ser usado para qualquer tipo de pagamento, mas sim para coisas importantes e urgentes.

Terceiro, caso use o limite do cheque especial e depois não consiga repor o valor que pegou empresta, deve-se tentar negociar diretamente com seu banco para pagar a menor taxa possível de juros no cheque especial.

Conteúdo por Cee consultoria