Como saber se a revisão para a vida toda é vantajosa para mim?

O prazo para solicitar a revisão em questão é de 10 anos

Desde 26 de novembro de 1999 o INSS não inclui as contribuições mais altas dos segurados que tiveram maiores salários antes de julho de 1994.

Com isso o valor de aposentadorias, auxílios-doença, auxílio-acidente e pensões acaba ficando mais baixo, a revisão tem o objetivo de aumentar os benefícios desses segurados.

Quem tem direito à Revisão da Vida Toda?

Tem direito à Revisão da Vida Toda, os segurados que recebam ou tenham recebido benefícios previdenciários calculados com base no art. 3º da lei 9.876/99 e que tenham contribuições previdenciárias anteriores a julho de 1994.

Podem solicitar a revisão da vida todos aqueles que:

  • Começaram a realizar contribuições junto ao INSS antes de julho de 1994
  • Tiveram seu benefício previdenciária liberado após 29 de novembro de 199
  • Receberam o primeiro pagamento do benefício nos últimos dez anos (afastando a decadência)
  • Conseguiram se aposentar pelas regras antigas, ou seja, antes da reforma da previdência. 

E que recebiam os seguintes benefícios: 

  • Aposentadoria por Tempo de Contribuição
  • Aposentadoria por Idade
  • Aposentadoria Especial
  • Aposentadoria da Pessoa com Deficiência
  • Aposentadoria por Invalidez
  • Pensão por Morte
  • Auxílio-Doença.

Como saber se a revisão é vantajosa pra mim?

Esse é um ponto importante, para saber se entrar com o pedido de revisão será vantajoso, basta você conferir se você se encaixa em pelo menos uma das situações listadas abaixo:

  • Recebiam altos salários antes de 1994;
  • Passou a receber uma remuneração menor após 1994;
  • Realizou poucas contribuições após 1994.

Mas de toda forma, recomendamos que você procure um advogado previdenciário, para analisar o seu caso em específico.

Revisão da vida toda 2022

Após muito tempo de espera, o Supremo Tribunal Federal aprovou a constitucionalidade da revisão da vida toda. Porém o Governo diz que não tem R$ 300 bilhões para pagar revisão da vida toda do INSS.

E com isso o ministro Nunes Marques, pediu votação física deste processo, com o objetivo de reverter a decisão tomada pelos colegas.

Com o pedido de destaque do ministro Nunes Marques, o julgamento é retirado do plenário virtual e segue para o plenário físico, recomeçando do zero. E com isso a revisão da vida toda continua indefinida.

O presidente Jair Bolsonaro diz não ser contra a revisão, porém alegou que o país não tem dinheiro para pagar os benefícios “Não sou contra rever, não. Quem vai pagar? Tem dinheiro para pagar? Eu não vou discutir esse assunto porque a dívida é de mais de R$ 300 bilhões”, disse Bolsonaro.

No entanto, várias entidades de aposentados apontam que a correção da vida toda pode alcançar a cifra de R$ 2,5 a R$ 5 bilhões. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.