Concurso público ainda é opção para fugir do desemprego

0

Apesar da crise fiscal da União e dos estados, os concursos públicos continuam a ser uma saída em meio à recessão. Muitos servidores estão com salários atrasados e a perspectiva de uma vida mais tranquila, com aponsentadoria integral, é coisa do passado para quem vai ingressar no serviço público. Mas a estabilidade e o salário acima da média dos trabalhadores da iniciativa privada ainda funcionam como ímã para os brasileiros que querem fugir do desemprego. Para 2017, é esperada a publicação de editais para várias carreiras com remunerações de até R$ 27.500.

Entre os mais esperados em nível federal estão os concursos para Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Segundo levantamento feito para o GLOBO pelo GranCursos e pelo site Qconcursos.com, a PF espera apenas pela confirmação de disponibilidade orçamentária para oferecer as vagas. A expectativa é que sejam recrutados agentes, escrivãos, delegados e peritos. Os cargos de agente e escrivão admitem graduados em qualquer área de formação, e os rendimentos iniciais são de quase R$ 12 mil (incluindo auxílio).

Para delegado, é necessário o bacharelado em direito, além de experiência mínima de três anos em atividade jurídica ou policial. No caso de perito, a formação exigida varia conforme a área de atuação. A remuneração oferecida para ambos é de R$ 22 mil no início da carreira, incluindo o auxílios. No caso da Polícia Rodoviária Federal, a expectativa é sejam abertas até 1.500 vagas para policiais. Foi aprovado recentemente reajuste para o salário da categoria, o que vai elevar sua remuneração inicial para R$ 9.043,98, considerando os benefícios.

VAGAS NO RIO

Estima-se que do 1,1 milhão de servidores que constam da folha de pagamento da União hoje, 20% a 30% vão pedir aposentadoria nos próximos anos, para não ter que se submeterem à Reforma da Previdência. A reforma deve ser votada este ano no Congresso, com mudanças como a previsão de idade mínima e teto para servidores igual ao da iniciativa privada. Na avaliação de especialistas, ao menos parte das vagas terão de ser respostas. Daí a perspectiva de que novos concursos sejam abertos.

No Estado do Rio, o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região está com concurso público aberto para 50 vagas para o cargo de juiz federal substituto. As inscrições acabam em 14 de fevereiro e o salário é de até R$ 27.500. Há ainda vagas em aberto para cargos técnicos-administrativos em educação.

— Além de opção para o desemprego, o serviço público é muitas vezes a saída para o jovem que não tem sobrenome. Não à toa, 40% das pessoas que ingressaram no serviço público na última década têm menos de 30 anos — afirma o especialista em administração pública Wilson Granjeiro, diretor executivo da Escola de Governo do Distrito Federal, que capacita servidores.

Independentemente da motivação, a decisão de fazer concurso exige preparação. Em média, para pessoas com boa formação, a aprovação num concurso acontece um ano após o candidato iniciar os estudos. Mas pode demorar muito mais se o candidato não se preparar corretamente.

ROTINA DE ESTUDOS

Fernando Bentes, diretor do site Qconcursos.com recomenda que a jornada de estudo seja encarada como uma jornada de trabalho. Para os que têm disponibilidade, diz, o ideal é estudar teoria duas horas, seguidas por duas horas de exercícios. Após uma pausa para o almoço, nova combinação de teoria e prática. Um ritual que deve ser repetido de segunda a sexta.

No fim de semana, afirma Bentes, o candidato pode reservar o sábado para revisar o que errou e relaxar no domingo, para retomar a maratona de livros e exercícios na semana seguinte. Para quem trabalha, Bentes recomenda estudar no fim de semana e dedicar os dias de semana — uma média de três horas diárias — à prática de exercícios.

Em ambos os casos, o ambiente de estudo é fundamental para o sucesso da empreitada:

— Pode ser na biblioteca, em casa ou até na praça. O importante é que a pessoa não seja interrompida. Não pode atender telefone, tem que estar longe dos filhos, coisas assim — diz Bentes.

Veja abaixo alguns dos principais concursos já abertos e os que serão anunciados este ano:

Tribunal Regional Federal 2ª Região

cargo: juiz

número de vagas: 50

remuneração: R$ 27.500

Inscrições até 14 de fevereiro

Universidade Federal Fluminense

cargo: técnico-administrativo em Educação em todos os níveis de escolaridade

número de vagas: 113

remuneração: de R$ 1.834 até até R$ 3.868

Incrições até 20 de fevereiro

TRE RJ

cargo: analista e técnico

número de vagas: a definir

remuneração: salário inicial na casa dos R$ 12 mil (analista) e R$ 8 mil (técnico), ambos incluindo benefícios

Esperado para este ano

Polícia Rodoviária Federal

cargo: policial rodoviário

número de vagas: até 1.500

remuneração: R$ 9 mil

Esperado para este ano

Polícia Federal

cargo: agente, escrivão, delegado e perito

número de vagas: a definir

salário: até R$ 22 mil

Esperado para este ano

Leia mais sobre esse assunto em https://oglobo.globo.com/economia/apesar-da-crise-fiscal-concurso-publico-opcao-para-fugir-do-desemprego-20846533#ixzz4XQMsKWLy

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.