Confira 5 boas práticas contábeis para empresas de Tecnologia

Assim, o escritório de contabilidade para empresas de tecnologia é responsável por suas questões fiscais, trabalhistas e contábeis.

As empresas de tecnologia estão em franca ascensão e a contabilidade pode ser uma grande aliada em seu crescimento, não apenas oferecendo apoio burocrático, mas apontando soluções e oportunidades de forma estratégica. Com foco no crescimento, confira algumas dicas contábeis e boas práticas que pode impulsionar a sua startup ou empresa de TI!

Qual a importância da contabilidade alinhada com as empresas de tecnologia?

A Contabilidade evoluiu bastante nestas últimas décadas, assumindo uma abordagem mais ágil, dinâmica, enxuta e arraigada aos recursos tecnológicos oriundos da transformação digital e da expansão tecnológica, também ocorridas nas últimas décadas. São setores que cresceram muito e em simbiose nos últimos anos.

Assim, o escritório de contabilidade para empresas de tecnologia é responsável por suas questões fiscais, trabalhistas e contábeis, que quando alinhado com abordagens modernas, como a Contabilidade Consultiva, por exemplo, pode oferecer oportunidades que vão muito além de questões burocráticas ou corriqueiras.

A Contabilidade deve ser alinhada com as soluções tecnológicas utilizadas por estas empresas em suas atividades e contribuir com uma perspectiva ágil e estratégica na construção da organização e na identificação de oportunidade de negócios. Por isso, o contador que atende a este tipo de empresa deve ser especializado em TI para a melhor performance contábil e tomada de decisão.

1) Opte por uma contabilidade que integre os dados da sua empresa de TI

OSP Contabilidade, alinhada com as premissas da Contabilidade 5.0, oferece um atendimento 100% integrado, para que a empresa de tecnologia tenha acesso às suas informações em tempo real. A OSP tem 44 anos e sempre se destacou pelo pioneirismo e inovação. Conta com especialistas no segmento tecnológico e soluções de automatização de processos, inteligência artificial, machine learning e IoT.

2) Conheça os benefícios fiscais para o segmento

A Lei do Bem, Inova Simples e os programas de Incentivo à Tecnologia e Inovação, por exemplo, são benefícios fiscais para empresas de tecnologia da informação. No entanto, não são os únicos. Dependendo do segmento, região ou atividade, é possível aderir a outros programas de vantagens.

A Lei do Bem, por exemplo, que é uma das formas de apoio governamental à inovação tecnológica é a concessão de incentivos fiscais às empresas que realizam atividades de PD&I, conta com alguns requisitos:

  • Empresas em regime no Lucro Real,
  • Empresas com Lucro Fiscal,
  • Empresas com regularidade fiscal (emissão da CND ou CPD-EN),
  • Empresas que invistam em atividades de Pesquisa e Desenvolvimento.

Para saber sobre este e outros programas de benefícios ficais para empresas de TI, fale com os especialistas da OSP Contabilidade!

3) Faça um planejamento tributário eficiente

Tudo começa com o planejamento! O planejamento tributário é uma ferramenta fundamental para o crescimento de empresas de tecnologia. Ele deve ser realizado todos os anos, avaliando as atividades realizadas e o faturamento registrado e inclusive o previsto pela organização. Além disso, esta atividade envolve a busca por benefícios fiscais e programas de incentivo para o setor.

4) Mantenha o controle das finanças

O controle financeiro é uma tarefa constante para qualquer empresa. É possível automatizar instrumentos como o fluxo de caixa e outras obrigações fiscais, o que torna o processo contábil mais dinâmico e oferece grandes vantagens para o crescimento do negócio.

Por exemplo, a demonstração do resultado do exercício permite avaliar a situação econômica do negócio e definir saídas estratégicas para ampliar o faturamento do negócio, além de impactar a decisão de investidores.

5) Descubra o regime tributário mais adequado para o seu negócio

Qual será o melhor regime tributário para empresas de tecnologia? Esta é uma decisão que os gestores devem refletir junto ao seu contador. Deve considerar o porte, o faturamento da empresa e atividades realizadas. Nem sempre o Simples Nacional é a melhor opção para o negócio. É preciso considerar modelos como o Lucro Real e Lucro Presumido – que podem ser tão vantajosos quanto o modelo unificado de tributação e podem permitir a participação em programas de incentivo. Por isso, fale com a OSP Contabilidade!

Veja também: Dívidas Tributárias – 10 dicas sobre como liquidar as dívidas do seu negócio

Gostou das dicas sobre contabilidade para empresas de tecnologia? Deixe o seu comentário e compartilhe estas ideais em suas redes sociais. Siga a OSP Contabilidade no Instagram!

Fonte: OSP Contabilidade

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.