Confira 7 dicas para ajudar você a elaborar um planejamento anual fiscal e contábil eficaz

Profissionais devem estar atento a alguns aspectos que facilitam a análise e a execução de um bom planejamento. Aprenda com essas dicas.

Está chegando a hora de começar a pensar no planejamento fiscal e contábil para 2020. O período compreendido entre o final do terceiro e o início do quarto trimestre do ano é utilizado por muitas companhias para começar a prever o ano seguinte.

Cada vez mais atuantes no planejamento a na tomada de decisões, os profissionais de contabilidade devem ficar atentos a esse período. Mais do que fazer um levantamento do ano que passou, espera-se deles uma participação cada vez mais proativa, sugerindo caminhos que possam aumentar a lucratividade da empresa.

Listamos aqui 7 dicas para elaborar um planejamento anual fiscal e contábil eficaz. Será que você está atento a todas elas?

1. Reavalie o desempenho do ano atual

O ponto de partida deve ser sempre o ano atual e, ainda, os anos anteriores. É preciso analisar o desempenho como um todo. A empresa está crescendo ou encolhendo? Os custos operacionais estão aumentando ou diminuindo? O faturamento cresceu ou está estagnado?

Respostas para essas perguntas virão a partir do momento em que o profissional de contabilidade fizer o levantamento dos dados necessários para se obter os principais índices de avaliação. Portanto, finanças organizadas e informatizadasauxiliam a tornar essa parte do trabalho mais ágil.

2. Estabeleça quais pontos requerem melhorias

Uma vez que os índices tenham sido calculados, em conjunto com os proprietários o profissional de contabilidade pode elaborar uma análise mais aprofundada, especialmente naqueles pontos que requerem melhorias.

Por exemplo, os custos operacionais podem ter aumentado acima do esperado. Nesse caso, será preciso colocar um sinal de alerta nesse aspecto do orçamento, de modo que seja possível se aprofundar para identificar as causas e as soluções para que a situação possa ser revertida no ano seguinte.

3. Analise a concorrência e se situe perante as demais empresas

Um ano fraco em termos de negócios não significa, necessariamente, que o problema está na sua empresa. Em muitos segmentos, o ano de 2019 foi de estagnação e poucos investimentos de forma que isso se refletirá em números modestos ao final do período.

Em outras palavras, se a sua empresa cresceu pouco, mas os concorrentes e o setor como um todo encolheram, então é sinal que a administração está no caminho certo, apesar do sinal de alerta estar ligado. Ao comparar seus números com o de outras companhias é possível parametrizar o desempenho.

4. Trace novas metas e objetivos

A partir da análise dos dados é que se definirão quais serão as metas e objetivos para o ano seguinte. Tanto o planejamento contábil quanto o fiscal se beneficiarão bastante do uso de ferramentas tecnológicas. Eles auxiliam os envolvidos na tomada de decisão a terem em mãos números mais precisos, reduzindo as chances de erro.

Quanto ao planejamento fiscal, os softwares automatizam, controlam, monitoram e armazenam várias atividades ligadas ao tema. Um programa de gestão também é obrigatório para o cumprimento das novas obrigatoriedades fiscais, como o eSocial. O papel do software será o de auxiliar os setores RH a enviar os eventos para o sistema, como também registrá-los para fins de planejamento.

5. Estabeleça um cronograma

Nenhum planejamento pode ser considerado eficiente se não estiver atrelado a um cronograma. Mais do que saber quais serão as ações e como elas serão executadas, é fundamental estabelecer prazos para que elas ocorram. O cronograma deve contemplar ainda os períodos de reavaliação.

Isso permite que a empresa persiga as suas metas de forma mais ordenada, priorizando itens que podem trazer melhores resultados. O cronograma é também uma forma de auxiliar na divisão de tarefas, permitindo que os envolvidos tenham ciência da quantidade de trabalho que terão nos períodos seguintes.

6. Não perca o controle: tenha um orçamento definido

Antes de partir para a execução, tenha claro qual será o orçamento disponível para o ano seguinte. Como profissional de contabilidade, é você que estará em melhores condições de indicar as perspectivas de faturamento bem como dos investimentos, dos custos operacionais e das obrigações fiscais.

Somente a partir de um orçamento previsto é que será possível decidir quais serão as ações executadas pela empresa. Isso porque nem sempre a companhia terá capital suficiente para fazer tudo o que precisa. Portanto, ter um limite financeiro obriga todos a definirem prioridades.

7. Planejamento fiscal: fique de olho nele

Essa é uma das etapas mais importantes no planejamento de um negócio. Podemos dividi-lo em duas partes: a previsão de contas e a análise do regime tributário.

No primeiro item falamos dos aspectos operacionais, as situações que impactam no dia a dia do negócio. Aqui há uma margem maior para modificações que possam reduzir custos sem que isso comprometa a qualidade e a operação como um todo.

Já no segundo item trata-se das obrigações fiscais que toda empresa tem. Entretanto, de acordo com o regime tributário, pode haver alternativas mais interessantes e menos onerosas.

…..

As dicas acima são um bom princípio para a elaboração de um planejamento fiscal e contábil eficiente. Utilizar as ferramentas mais adequadas, como softwares de gestão ou planilhas, ajuda a tornar as tarefas mais ágeis e com resultados mais precisos.

O que mais importa, no entanto, é a organização. Comece cedo a pensar nos projetos para o ano seguinte. Pesquise, debata e elabore bons projetos para conseguir alcançar as suas metas e objetivos. Lembre-se: em se tratando de planejamento, ser proativo faz toda a diferença, minimiza erros e contribui para a obtenção de melhores resultados.

DICA EXTRA: O primeiro passo para contadores

Atenção você contador ou estudante de contabilidade, o trabalho para seguir com sucesso na carreira profissional é árduo, inúmeros são os desafios que vamos precisar superar nessa jornada. Mas tenha em mente que o conhecimento é o maior bem que você pode ter para conseguir conquistar qualquer que seja os seus objetivos.

Exatamente por isso apresentamos para você o curso CONTADOR PROFISSIONAL NA PRÁTICA, curso este aprovado por inúmeros alunos e que vem gerando uma revolução no conhecimento e na carreira de profissionais contábeis. 

O curso é sem enrolação, totalmente prático, você vai aprender todos os processos que um contador experiente precisa saber. Aprenda como abrir, alterar e encerrar empresas, além da parte fiscal de empresas do Simples Nacional, Lucro Presumido e MEIs. Tenha todo o conhecimento sobre Contabilidade, Imposto de Renda e muito mais. Está é uma ótima opção para quem deseja ter todo o conhecimento que um bom contador precisa ter, quer saber mais? Então clique aqui e não perca esta oportunidade que com certeza vai impulsionar sua carreira profissional!

Conteúdo original SAGE