Confira o novo valor que deve ser pago aos beneficiários do Bolsa Família

0

O novo formato do Bolsa Família podendo incluir mais beneficiários e ter um valor maior do que a média atual que vem sendo paga de R$ 192 é uma das grandes promessas do governo Bolsonaro, que vem tentando desde o ano passado trazer de fato essa mudança ao programa social.

A expectativa do governo é que o auxílio emergencial seja uma ponte para o novo Bolsa Família, transacionando parte dos beneficiários do programa emergencial para o novo programa social.

O Bolsa Família Melhor, como vem sendo chamado o programa internamente prevê um aumento de R$ 192 (média atual do Bolsa Família) para valores superiores a R$ 250, podendo chegar próximo aos R$ 300.

bolsa familia

Mais cidadãos podem se beneficiar

O ministério da Economia, vem buscando fontes de como financiar o novo programa podendo adicionar um número maior de beneficiários. Para o ministro, Paulo Guedes, a proposta do ano passado, de revisar os programas sociais que são ineficientes ainda estão no radar do governo, pois para o governo é importante alocar os recursos de programas ineficientes a um benefício que seja de fato vantajoso para a população.

O governo deverá ainda analisar como transacionar parte ou todo o grupo de beneficiários do auxílio emergencial para o novo Bolsa Família. Vale lembrar que o atual número de beneficiários do auxílio passa dos 45 milhões de pessoas, ou seja, caso o governo adicione todo esse grupo para o novo programa social com ticket médio de R$ 300, o programa deverá ter um custo mensal de R$ 14 bilhões

Fundo de erradicação da pobreza

Além de revisar os programas considerados ineficientes como o abono salarial e o seguro defeso, para custear o Bolsa Família Melhor, a ideia de Guedes é trazer de volta o fundo de erradicação de pobreza. Além disso, o ministro também bate na declara a necessidade de utilizar os dividendos de estatais e parte dos recursos arrecadados com a privatização para o financiamento do fundo.