Conheça medidas para encurtar o trajeto rumo à equidade de gênero no mercado de trabalho

0

Segundo pesquisa intitulada “Sem atalhos: transformando o discurso em ações efetivas para promover a liderança feminina“, lançada a partir de uma parceria entre LinkedIn e Bain & Company, as mulheres representam apenas 3% dos cargos de presidência das 250 maiores empresas nacionais.

Apesar disso, os dados coletados também mostram que elas ainda são mais da metade dos estudantes em universidades – porcentagem que se mantém semelhante entre a população ocupada com nível superior.

Diante deste curioso, contraditório e preocupante cenário, torna-se possível afirmar que Daniela Verdugo, sócia-fundadora e Headhunter na THE Consulting, é uma das exceções à regra.

A empresária, que se lançou no meio empreendedor em 2015 e chegou a usar sua própria casa como escritório, lista três dicas essenciais para quem deseja galgar espaços no mercado e nas organizações.

Invista na formação acadêmica

É como dizem por aí: conhecimento nunca é demais. Ainda que os números pareçam desanimadores, vale se dedicar a cursos nas áreas em que se deseja atuar.

“Formação acadêmica, especializações e certificações são itens indispensáveis para quem busca pelo desenvolvimento profissional.

contrato social

Quem quer sair na frente, deve ter foco em aprimorar suas habilidades e superar suas fraquezas”, afirma Daniela.

Atualize-se, sempre

Profissionais atentas às tendências do mercado são objeto de desejo para toda e qualquer empresa que possua metas audaciosas de crescimento. “É preciso acompanhar de perto as mudanças e novidades.

Deve-se estar antenada em tudo o que acontece, tanto âmbito nacional, quanto internacional.

Uma ferramenta interessante, atualmente, são os webinários, que encurtam distâncias transmitindo o mesmo conhecimento de encontros presenciais”, declara a empresária.

Apoie outras mulheres

Indique, contrate e profissionalize mulheres. “Hoje em dia, inclusão e empatia são palavras-chave para empresas que querem se destacar no mercado.

É importante oferecer oportunidades de desenvolvimento para boas profissionais, afinal, valorizar seu público interno é tão importante quanto pensar nas necessidades de seu público externo”, ressalta a sócia-fundadora da THE Consulting. 

“O ideal é que os cargos de liderança na companhia também tenham representatividade em diversidade, uma vez que isso serve como motivação extra para o time de base querer fazer carreira no local”, conclui Daniela.

Portanto, conclui-se que, seguir as dicas apontadas por Dani Verdugo pode ser uma excelente estratégia para aqueles líderes que almejam chegar o mais próximo possível da equidade em suas equipes.

Por THE Consulting, Consultoria que atua com recrutamento executivo, mapeamento de mercado e estudo de estruturas a fim de oferecer assertividade nas apostas de seus clientes.