Conhecer o mercado está entre as indicações para se destacar e ser contratado em uma fintech

0

Atualmente, o Brasil é um dos países com o maior número de empresas de tecnologia voltadas para o setor financeiro. De acordo com o Distrito Fintech Report, já são 828 fintechs no país, e a perspectiva é de crescimento para 2021.

Neste ritmo acelerado, muitas pessoas buscam conseguir contribuir com o movimento e alcançar a tão desejada vaga de emprego neste mercado.

“As fintechs costumam atrair profissionais que buscam um ambiente de trabalho onde tenham mais liberdade para expor suas ideias e oportunidades de crescimento profissional.

Perfis que estejam alinhados com a visão, propósito e cultura da organização também se destacam dentre os demais”, afirma Thiago Angola, Head de Gente & Cultura da BizCapital.

Pensando nisso, Thiago selecionou cinco dicas para se destacar no mercado e ser contratado em uma fintech. Confira as exigências do setor.

1. Conheça o mercado

Para trabalhar em uma fintech, em primeiro lugar, é preciso entender como funciona esse mercado e o que as empresas esperam de seus profissionais.

O ambiente dessas startups financeiras normalmente é mais ágil, dinâmico e visa estimular o trabalho colaborativo para engajar o grupo.

“As startups costumam ter uma cultura organizacional inovadora, além de fugirem das rotinas tradicionais da maioria das empresas, valorizando habilidades comportamentais específicas, como flexibilidade, colaboração, facilidade em absorver novos conhecimentos em grupo e versatilidade.

Pessoas que conseguem se encaixar em diversas funções, tendem a se destacar nesse ambiente de trabalho”, explica Angola.

2. Atualize seus conhecimentos

Ter conhecimento e facilidade com o mundo digital é essencial para trabalhar em uma startup de inovação, já que as fintechs visam oferecer soluções rápidas para o universo financeiro com apoio de tecnologias.

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Uma dica é investir em cursos rápidos, com intuito de ampliar suas qualificações, sejam elas tecnológicas ou até mesmo estrangeiras.

Em muitos casos, ter fluência em inglês, por exemplo, é requisito obrigatório, principalmente se a empresa utilizar tecnologia estrangeira.

3. Destaque suas habilidades

Além das habilidades técnicas, como domínio de ferramentas e conhecimentos específicos, empresas modernas, como as fintechs, observam habilidades subjetivas, relacionadas à personalidade do candidato.

Boa comunicação, espírito de equipe e resiliência são algumas das características valorizadas pelas empresas deste segmento. Por isso, procure destacar projetos ou conquistas que demonstrem essas aptidões.

4. Revise seu currículo e esteja ligado nas vagas

Na maioria das vezes, o currículo é o primeiro contato que os recrutadores terão com você. Logo, ele precisa estar atualizado e alinhado com sua perspectiva de carreira. Preencha-o com cuidado e atenção, destacando suas habilidades e competências mais relevantes.

Após se atentar a todas as dicas mencionadas, é o momento de buscar a vaga que tanto almeja.

“Além dos sites das próprias empresas, existem portais de recrutamento online e a sessão de Vagas do LinkedIn, em que o candidato deve estar sempre atento. Outra boa estratégia é utilizar também o LinkedIN, ou outra rede social profissional, para acompanhar as empresas de seu interesse que estão na sua mira, porque assim você diminui as chances de deixar uma oportunidade passar”, finaliza Thiago.

5. Esteja preparado para mudanças e novas rotinas

Um aspecto muito valorizado pelas fintechs é a capacidade de adaptação. Como essas empresas crescem em ritmo acelerado, é comum que os funcionários passem a ter uma nova posição após o aumento da equipe.

Logo, estar preparado para mudar e para se adaptar a novas rotinas é essencial neste meio.

Por BizCapital