Contabilidade Consultiva: Saiba como aplicá-la

0

Você sabia que no Brasil existem mais de 508 mil profissionais contábeis com registro no CFC? Pois é, a concorrência é grande e tem se tornado cada vez mais difícil se diferenciar.

Além disso, a tecnologia já faz parte da rotina da maioria dos escritórios, então é preciso ter aquele “algo a mais” para se tornar atraente em meio a quantidade enorme de ótimos profissionais.

É aí que entra a Contabilidade Consultiva. 

O modelo tradicional de contabilidade pode ter uma longa história de sucesso, mas quando se quer construir uma base maior de clientes e tornar seu escritório mais atrativo, tentar novas abordagens pode fazer toda a diferença. 

Contabilidade Consultiva tem o poder de mostrar ao cliente que o contador não é mais o emissor de guias, ele é o parceiro do negócio, a mente que pode traduzir os números, transformá-los em dados e guiá-lo na tomada de decisões mais estratégicas.  

Por isso, no artigo de hoje eu te mostro como aplicar a Contabilidade Consultiva em seu escritório.

E se você já pratica esse método, neste conteúdo poderá descobrir como inová-lo ainda mais. 

Vamos lá? 

O que é Contabilidade Consultiva 

Claro que antes de começarmos a nos aprofundar na aplicação desse método, é importante que você entenda o que de fato ele significa. 

Tente se colocar no lugar do cliente e imagine o que você faria ao receber, do seu contador, um relatório cheio de números e dados complicados de ler? Provavelmente ficaria perdido. 

É assim com seu cliente.

Ele não possui o conhecimento necessário para traduzir esses dados e usá-los para melhorar seu negócio.  

Por isso, a Contabilidade Consultiva é tão atraente para o parceiro, pois trata-se de um modelo onde o contador atua muito mais próximo dele, interagindo de maneira estratégica, garantindo os melhores resultados e a tomada de decisões planejadas e racionais. 

Ou seja, a Contabilidade Consultiva envolve a coleta de informações contábeis úteis que podem ser utilizadas em um plano de negócios e decisões empresariais.

A ideia é promover uma gestão eficaz, gerar economia e identificar oportunidades dentro do negócio do cliente. 

Isso aumenta a confiança e melhora o relacionamento com o parceiro, pois ele passa a enxergar o contador como um verdadeiro aliado do seu negócio e não um mal necessário para evitar multas. 

Na Contabilidade Consultiva, o contador deve usar todo seu conhecimento, experiência e bagagem de forma efetiva para ajudar  o cliente a entender de verdade o que significa cada número do seu negócio, contribuindo, assim, para a melhora do seu planejamento e o apoiando em sua jornada e crescimento. 

A tecnologia é grande aliada da Contabilidade Consultiva.

Isso porque, com os softwares dedicados a contabilidade, o contador passa a ter mais tempo para analisar os dados do cliente e prestar esse trabalho de consultor. 

Então, além de garantir toda a conformidade fiscal, trabalhista e previdenciária que a contabilidade tradicional apresenta aos clientes, o contador que trabalha com a Contabilidade Consultiva, consegue oferecer ao parceiro insights que elevam a inteligência do seu negócio. 

Como funciona a Contabilidade Consultiva 

Com base em relatórios e informações sobre as movimentações, registros e demonstrações do cliente, o contador consegue desenvolver análises e interpretar os números destes documentos.

Gerando assim, indicadores reais do parceiro, contribuindo para o desenvolvimento e sustentabilidade da empresa. 

Esse entendimento real do dia a dia do parceiro é o que permite a criação de planos e estratégias melhores, sempre levando em conta a necessidade e particularidade do cliente. 

Mas isso só acontece se houver parceria, por isso, para a Contabilidade Consultiva funcionar na prática é preciso dedicação mútua.

O contador atuando com dados e análises e o empresário fornecendo tudo o que for relevante sobre o seu negócio. 

Assim, juntos, o contador e cliente podem traçar planos mais eficientes de forma objetiva, dentro de possibilidades reais. 

Contabilidade Consultiva também oferece ao cliente: 

  • Aproveitamento de créditos e outros benefícios fiscais; 
  • Acompanhamento de indicadores de resultados;
  • Identificação de possíveis prejuízos fiscais;
  • Apresentação de relatórios e dashboards;
  • Controle geral de custos e despesas; 
  • Geração de cenários futuros; 

Dessa forma, aliando a tecnologia com o trabalho da Contabilidade Consultiva é possível gerar valor ao cliente de forma inteligente.  

Como aplicar a Contabilidade Consultiva  

Contabilidade Consultiva, mostra uma nova maneira que o contador pode utilizar para se posicionar frente a concorrência.

Atuar de forma consultiva é saber exatamente o que o empresário precisa melhorar em sua empresa e ajudá-lo a resolver esse problema. 

Esse novo posicionamento pode ser o seu diferencial e eu vou mostrar como colocá-lo em prática. 

1- Faça o alinhamento com a equipe 

O primeiro passo é apresentar esse novo método à sua equipe, afinal eles serão parte essencial desse projeto. 

No dia a dia quem tem mais contato com os clientes é a sua equipe, então serão eles os comunicadores desse novo serviço.

Por isso é importante que estejam alinhados, que entendam a profundidade e importância desse trabalho e abracem essa ideia junto com você. 

2- Escolha o cliente 

Com a sua equipe alinhada, comece a entender a segunda parte importante desse método: seus clientes. 

Faça uma análise completa da sua carteira, encontre aqueles que mais precisam da sua ajuda e que têm mais dificuldade ou problemas na empresa. 

Contabilidade Consultiva

Procure entender de forma completa o cenário atual desse parceiro e suas dores.

Reúna seus últimos balancetes e levante tudo o que seja relevante e que possa te ajudar a entender esse cliente. 

O que deve ficar claro aqui é que o cliente precisa ser educável, mentorável e estar disposto a ouvi-lo e, claro, a mudar.

O empresário “cabeça-dura” é um problema no início da sua jornada de propagar a Contabilidade Consultiva. Então foque nos mais mente aberta. 

3- Enxergue o contexto 

Com as análises em mãos, identifique o contexto e o cenário que esse cliente se encontra. 

Entenda se as dificuldades que você enxergou são pontuais ou fazem mesmo parte constante do negócio dele e como você poderá ajudá-lo. 

Entender o contexto é importante pois, de nada adianta ter em mãos todos esses dados se o cenário não for considerado.

Até porque, essas soluções precisam ser coerentes com o que realmente acontece na empresa e no dia a dia da empresa. Por isso, esteja atento e cobre sinceridade dele. 

4- Comece a preparar o diagnóstico 

Agora que você já estudou todos os dados e contextos desse cliente, você possui as ferramentas para começar a criar um diagnóstico.

Ou seja, desenhar o passo a passo de como você irá ajudá-lo. 

Ele possui problemas de controle financeiro? O BPO Financeiro pode ser uma boa opção, a dificuldade é a tributação errada dos seus produtos? Nesse caso um Planejamento Tributário, poderá ajudá-lo e assim por diante. 

5- Reúna-se com o cliente 

Com o diagnóstico em mãos você já pode apresentá-lo ao seu cliente.

É agora que se inicia a jornada para a evolução desse parceiro. 

Diga a ele a realidade em números da sua empresa.

Traduza os relatórios encontrados, detalhe a ele o problema e como a solução que encontrou irá ajudá-lo.

Explique toda a situação com clareza e transparência e comece, junto a ele, a traçar o andamento do que pode ser a solução. 

Lembre-se que, como citei no início do texto, o trabalho da Contabilidade Consultiva  depende de uma atitude mútua. 

6- Acompanhe 

Agora acompanhe esse cliente e veja se realmente a solução que vocês traçaram está funcionando.  

O acompanhamento deve ser feito de perto, ou seja, você deve enviar relatórios mais intuitivos e voltados para o problema que você encontrou e continuar o ajudando a entender o que significa, de fato, cada número.  

Marque reuniões periódicas, mesmo que online, e entenda como anda o negócio, identifique se ainda existe algum gargalo e caminhe junto a ele para a melhoria contínua da sua empresa. 

Contabilidade Consultiva é um modelo de negócio constante, portanto, tenha a garantia de que os serviços prestados pelo seu escritório estão sendo realmente efetivos e acompanhe de perto os resultados. 

Como uma ferramenta de gestão contábil pode ajudar a Contabilidade Consultiva 

Ter um sistema de gestão contábil, capaz de diminuir ao máximo processos repetitivos do dia a dia é fundamental para iniciar a Contabilidade Consultiva

Acelerar os processos internos garante maior produtividade.

Mesmo com uma rotina intensa, com vários clientes e milhares de atividades, é possível economizar tempo por meio de um sistema de gestão contábil.

Esse tempo será valioso para que você e sua equipe possam se dedicar a atividades estratégicas, como a Contabilidade Consultiva

Mas a Contabilidade Consultiva também é focada no relacionamento com o seu cliente, por isso, um sistema de gestão contábil que favoreça a comunicação com o parceiro, será o ideal.  

Gestta, sistema de gestão exclusivo para contadores, por exemplo, além de centralizar o envio e recebimento de documentos, avisar o cliente quando uma obrigação acessória que gera multa está para vencer e automatizar processos repetitivos e que não exigem expertise estratégica, também permite que você mantenha a comunicação e a proximidade com o cliente, dentro do mesmo sistema, utilizando 4 canais: 

  • Integração com e-mail;
  • Portal com área do cliente; 
  • App; 

Ou seja, o Gestta une o melhor dos dois mundos, acelera os processos do seu escritório e mantém a proximidade e o relacionamento com o seu cliente. 

Quais as vantagens de oferecer um serviço de Contabilidade Consultiva 

Contabilidade Consultiva não é vantajosa apenas para o cliente, o escritório ao oferecer esse serviço, também ganha. 

Conheça os principais benefícios: 

  • Agrega valor: O cliente passa a enxergar o seu trabalho como fundamental para o crescimento de sua empresa; 
  • Aumenta a Receita: Uma vez que a solução do problema do seu cliente poderá ser resolvido com algum outro serviço que seu escritório ofereça, como o BPO Financeiro ou Planejamento Tributário, por exemplo; 
  • Melhora a Procura: Toda empresa deseja crescer, por isso tende a buscar escritórios que possam proporcionar isso. Com a Contabilidade Consultiva em prática, você será esse escritório; 
  • Proporciona o Sucesso: A Contabilidade Consultiva trabalha para o sucesso do negócio como um todo. Seu cliente cresce com a sua ajuda e seu escritório cresce junto a ele. 

‍‍Agora é colocar em prática! 

Contabilidade Consultiva veio para transformar o mercado contábil e pode proporcionar ao contador maior reconhecimento, através do seu trabalho e seu posicionamento mais próximo, assertivo e estratégico, junto ao cliente. 

Então siga nosso passo e coloque a Contabilidade Consultiva em prática no seu escritório.

Ela pode ser o “algo a mais” que o cliente procura. 

DICA EXTRA JORNAL CONTÁBIL: Imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

O nosso parceiro Viver de Contabilidade criou um programa completo que ensina tudo que um contador precisa saber no dia a dia, Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa da Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Fonte: Gestta