(*) Adriano de Souza Pereira

Enredo, fatos e personagens são alguns ingredientes que podem resultar numa boa história e essas, expressas em forma de arte enriquecem a Literatura, Cinema, Teatro e música. Contar uma boa história é uma nobre arte, onde prender a atenção do espectador/ouvinte/leitor e transmitir uma mensagem clara são os objetivos. Ação, Drama, aventura, suspense são algumas classificações tradicionais para as histórias, as quais derivam dos ingredientes utilizados em sua fórmula.

A Contabilidade tem como objeto de estudo o patrimônio de uma organização. A Ciência Contábil evoluiu e a tendência de utilizar dados financeiros e não financeiros vem se consolidando, com a implementação de Relatórios de Sustentabilidade, Balanço Social e, mais recentemente, do Relatório Integrado (RI).

A estrutura internacional para o RI (www.relatointegradobrasil.com.br) – definido como um relatório conciso sobre estratégia, governança, desempenho e perspectivas de uma organização – leva à geração de valor. Dentre os princípios a serem observados, ressalte-se concisão, conectividade das informações e apresentação da visão de futuro da organização. O RI deriva do pensamento integrado, em que a organização busca tomar decisões, a partir de uma visão global dos fatores internos e externos, conexões e impactos na capacidade de geração de valor ao longo do tempo.

Criar uma narrativa de forma científica, fidedigna e lúdica, com recursos gráficos e informações contextualizadas, é um novo desafio que se apresenta ao Profissional da Contabilidade. História que transmita ao cidadão interessado – com clareza, objetividade e simplicidade – as decisões, resultados, desafios, perspectivas e planos da organização.

Nesse sentido, o Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina (CRCSC) assume protagonismo com a publicação do Relatório de Gestão de 2018 na forma de RI. O Relatório Integrado ratifica a Contabilidade como Ciência, com a capacidade de discorrer sobre a trajetória de uma organização. A história baseada em dados reais.

(*) Contador pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com especialização em Gestão Pública pela Universidade Regional de Blumenau (Furb). Ele é vice-presidente de Controle Interno do Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina (CRCSC) – Registro CRCSC nº 25.111/O

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.