Contadores Militares buscam ter o mesmo tempo de averbação que os contadores das Forças Armadas

0

Os contadores pertencentes às Polícias Militares e aos Corpos de Bombeiros, de todos os estados e do Distrito Federal, aguardam a alteração da Lei n.º 13.954/2019, que trata da Reforma da Previdência das Forças Militares.

Os profissionais solicitam a aprovação da Emenda n.º 49 / 57 à Medida Provisória n.º 971/2020.

O documento está na Câmara dos Deputados, onde será votado.

O grupo busca receber o mesmo tratamento conferido aos contadores das Forças Armadas – Marinha, Exército e Aeronáutica – no que diz respeito ao tempo de averbação de serviço não militar.

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) considera essa solicitação legítima, acreditando ser justo o tratamento isonômico entre os militares de todas as Forças e apoia o pedido dos contadores pertencentes às Polícias Militares e aos Corpos de Bombeiros de todo o Brasil.

O conselheiro do CFC, contador Adriano Marrocos, está acompanhando o assunto e fala sobre a importância da aprovação dessa solicitação.

“Os governos estarão promovendo justiça, afinal, nossos profissionais que estão nesses quadros contribuem para a segurança e o texto prevê igualdade, o que será alcançado”, destaca.

Entenda a solicitação dos contadores militares das Forças Auxiliares

O Sistema de Proteção Social dos Militares de todo o Brasil foi modificado em 2019.

A partir dessa alteração, o tempo de serviço passou de 30 para 35 anos.

Diferente de outros quadros que compõem essas Forças, o quadro dos contadores militares permite o ingresso dos profissionais com idade mais avançada, sendo 35 anos o limite para a entrada nas Polícias Militares e nos Corpos de Bombeiros.

Os contadores que optam por essa carreira, em muitos casos, já possuem anos de serviço civil e podem averbar esse tempo de trabalho no momento de pedirem a reserva.

A reivindicação desses profissionais surge exatamente nesse ponto: os contadores militares das Forças Armadas podem averbar dez anos de serviço civil, enquanto aos integrantes das Forças Auxiliares foi concedido o direto de computar metade desse tempo.

Considerando o Art. 24-H, da Lei n.º 13.954/2019, que prevê a simetria entre as regras de inatividade das Forças Armadas com as Forças Militares Estaduais, bem como do Distrito Federal, esse grupo de contadores solicita ganhar o direito de averbar dez anos de serviço civil.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Fonte: CFC