Site icon Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Contas de luz em atraso: saiba o que fazer para conseguir o parcelamento

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Brasília - O consumo de energia elétrica no país fechou os primeiros três meses do ano com queda acumulada de 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A energia elétrica é algo muito importante para a vida de todos os cidadãos, mas pode se tornar um problema, caso o consumidor esteja em débito. 

Sabemos que ninguém quer passar pelo transtorno de ter a energia cortada, por esse motivo explicaremos como descobrir se você está em débito com a companhia de energia e como fazer para conseguir o parcelamento das contas atrasadas.

Consulta 

É possível consultar a situação das minhas contas de luz pela internet, através dos sites das empresas responsáveis pela distribuição de energia de cada região.

A ANEEL é a responsável pela transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica.

Ela oferece uma lista com as distribuidoras de energia do país.

A seguir, vamos explicar como realizar a consulta e como parcelar em algumas das principais empresas de energia do país.

Celesc

Através de passo a passo você terá acesso às contas atrasadas e poderá imprimir a segunda via dos boletos.

Energisa

Depois desse processo, você terá acesso às contas atrasadas e poderá imprimir a segunda via do documento.

ENEL

Photo by @lifeforstock / freepik

As contas aparecerão em sua tela e se for preciso, poderá imprimir a segunda via.

Parcelamento

A pandemia trouxe impactos negativos para a economia do país, por esse motivo as empresas que distribuem energia elétrica passaram a oferecer muitas facilidades ao consumidor, o parcelamento do corte de luz é um exemplo.

Vale lembrar, que cada empresa tem suas próprias regras para o parcelamento de contas em atraso, por isso é importante pesquisar quais são as condições que a empresa responsável pela sua região oferece para a negociação da dívida.

Vale ressaltar que o consumidor terá duas opções:

Dívidas antigas 

São aquelas que possuem mais de 2 anos.

Nesse caso, o consumidor ficará isento de pagar multas e juros, pois de acordo com o Programa de Negociação de Débitos (PND), ele se enquadra em uma condição especial.

Dívidas recentes 

Se referem aquelas que têm menos de 2 anos.

Você mesmo poderá realizar o parcelamento dos débitos da conta de luz de R$100 a R$10 mil ,em até 12 vezes.

Por: Ana Flávia Correa

Sair da versão mobile