Crises criam novos milionários

César Karam, investidor e empresário, explica como oportunidades financeiras podem surgir em meio a crises econômicas

Quando ocorre uma crise econômica, ações de grandes empresas podem começar a cair, empregos são perdidos e, com isso, a economia começa a colapsar em diversos aspectos. Pode parecer um cenário de caos, porém, é possível contornar a situação e multiplicar capital em meio a crise. “Michael Berg, um investidor americano, conseguiu prever a crise de 2008 e ganhou bilhões quando ela começou. A estratégia foi tão ousada que deu origem a um filme chamado ‘A grande aposta’”, relata o investidor e empresário, César Karam.

Para ele, esse tipo de ganho não é advindo de sorte e nem de operações extremamente arriscadas, mas sim de métodos e táticas eficazes. “Você já ouviu falar em uma carteira convexa? É aquela que busca riscos versus retornos assimétricos, ou seja, arriscar pouco para ganhar muito”, explica o especialista. A carteira convexa permite que haja lucro tanto na alta, quanto na queda dos preços e, segundo Karam, em momentos de instabilidade, essa é uma forma muito inteligente de investimento.

Quando algo inesperado ocorre na sociedade, novas necessidades surgem. Na pandemia de 2020, aumentou o número de pessoas que estudam e trabalham em casa, por exemplo e, isso, gerou a necessidade de uma ferramenta que fosse capaz de unir as pessoas. “A Zoom valorizou mais de 300% em um ano, quem colocou o dinheiro ali, triplicou o seu capital”, lembra o investidor. Ou seja, ficar atento aos acontecimentos mundiais pode ter interferência direta na rentabilidade dos investimentos.

Para César Karam, existem três formas de investir bem em meio à queda de preços. A primeira é: manter dinheiro em caixa, pois, deixar uma porcentagem do seu dinheiro em uma renda fixa com liquidez diária possibilita a segurança de tirá-lo na hora que quiser. “Em um momento de oportunidade, é importante ter esse dinheiro em mãos”, explica o especialista. Assim, a carteira de ações não fica tão suscetível a possíveis quedas.

A outra estratégia é: ficar de olho nas possibilidades. “Quando há um medo geral instaurado, empresas muito boas caem e você pode aproveitar para comprar ações mais baratas”. Por isso, segundo Karam, além de ter dinheiro, é importante trabalhar a visão para escolher os investimentos certos.

Por fim, César Karam, considera essencial investir em opções put, que funcionam como um seguro, protegendo o investidor em caso de catástrofes. “Você as compra baratinhas, se o mercado cair, elas podem se valorizar em centenas de vezes”, detalha. Portanto, um momento de crise econômica forte, como ocorreu em 2020, não deve ser sinônimo de desespero, podendo apresentar diversas oportunidades para quem souber enxergá-las.

Formado em administração de empresas e com especialização na área de investimentos, César Karam estudou a fundo a Bolsa de Valores, e hoje possui grande conhecimento sobre esse mercado. 

Comentários estão fechados.