Demonstrações contábeis: Saiba quais são para a sua empresa

0

O desenvolvimento de uma empresa deve ser acompanhado de perto pelos administradores, sócios e acionistas.

Por isso, existem alguns documentos que podem informar e facilitar o entendimento das informações relativas ao fluxo contábil e financeiro do empreendimento. 

Desta forma, hoje vamos falar sobre as demonstrações contábeis.

Então, se você ainda não conhece esse termo ou quer entender melhor sobre isso, continue acompanhando esse artigo e quais são as demonstrações contábeis. 

O que são?

Basicamente, as demonstrações contábeis se tratam de relatórios que são feitos mediante às informações referentes aos resultados da empresa em um determinado período.

Elas fazem parte das obrigações legais que uma empresa tem perante à Receita Federal e, através disso, é possível comprovar esses resultados, mostrando que a empresa está atuando dentro das leis fiscais brasileiras. 

Por isso, a orientação é de que as empresas de capital aberto façam as demonstrações contábeis conforme a lei 6404/76.

E, através disso, é possível aproveitar para fazer comparativos entre os períodos anteriores e verificar se a empresa está crescendo ou tendo prejuízos.

Então, para começar a elaborar as demonstrações contábeis, o responsável precisa reunir alguns dados confiáveis e documentos atualizados sobre a sua situação financeira da empresa. 

Principais demonstrações contábeis

É importante ressaltar que existem diversas demonstrações contábeis e, por isso, vamos destacar as principais.

Veja: 

Balanço Patrimonial: considerada a demonstração contábil mais importante, pois demonstra a situação financeira e patrimonial da entidade.

Contém informações sobre os ativos (bens, valores, créditos e direitos da empresa) e os passivos (saldo das obrigações devidas).

Desta forma, o balanço deve ser feito anualmente, mas não há uma data específica para a elaboração desse documento.

Assim, as empresas costumam elaborar o documento ao final do ano fiscal; 

ISS / Designed by @mindandi / Freepik
Designed by @mindandi / Freepik

Demonstração do Resultado do Exercício (DRE): também precisa ser emitido anualmente, mas são produzidos em trimestres ou semestres.

Assim, representa as operações e os custos da empresa, demonstrando o resultado que pode ser de lucro ou prejuízo.

As informações que devem constar na DRE são: 

  • Receita bruta das vendas e serviços;
  • abatimentos e os impostos;
  • Receita líquida das vendas e serviços;
  • Custo das mercadorias e serviços vendidos;
  • Lucro bruto;
  • Despesas gerais;
  • Lucro ou prejuízo operacional;
  • Demais receitas e despesas;
  • Imposto de Renda e a provisão para o imposto;
  • Participações de debêntures, empregados, administradores e partes beneficiárias, que não se caracterizem como despesa,
  • Lucro ou prejuízo líquido.

Demonstração de Fluxo de caixa: avaliando o resultado das movimentações financeiras da empresa.

Pode ser feito diário, semanal, mensal e, inclusive, anual, pois, neste documento são registradas as entradas e saídas de recursos da empresa, assim como as justificativas de cada transação, permitindo uma visão aprofundada das finanças;

Demonstração do Valor Adicionado: é conhecido como DVA e se trata de um relatório, onde constam informações sobre as riquezas que foram geradas pela empresa e a sua distribuição, sendo informado a contribuição da organização para o Produto Interno Bruto (PIB) do país e a distribuição entre empregados, sócios, poder público e outros;

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido: onde constam as informações sobre alteração do patrimônio líquido da empresa.

A legislação determina ainda que as demonstrações contábeis sejam complementadas por meio das Notas Explicativas, que simplificam o entendimento destas demonstrações e reúna informações adicionais às demonstrações. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Samara Arruda