Dica: A importância da auditoria contábil em todos os setores


Uma auditoria contábil, conhecida também como auditoria externa, auditoria independente ou auditoria financeira, é o exame das demonstrações contábeis (conhecidas também por demonstrações financeiras) de uma organização, conforme apresentado em relatório anual, por empresa de auditoria externa.  As demonstrações contábeis incluem balanço patrimonial, demonstração do resultado, demonstração das mutações do patrimônio líquido, um demonstrativo de fluxo de caixa e notas explicativas que compõem um resumo de políticas contábeis significativas e outras notas explicativas.  O objetivo de uma auditoria contábil é formar uma visão sobre se as informações apresentadas das demonstrações contábeis, tomadas como um todo, refletem a posição patrimonial, financeira e econômica da organização em determinada data.

Ao examinar as demonstrações contábeis, os auditores externos devem seguir os padrões de auditoria estabelecidos por um órgão governamental. Uma vez que os auditores externos concluíram seu trabalho, eles escrevem um relatório de auditoria, explicando o que eles fizeram e dando uma opinião extraída de seu trabalho. Geralmente, todas as companhias de capital aberto e companhias de responsabilidade limitada estão sujeitas a uma auditoria anual. Outras organizações podem exigir ou solicitar uma auditoria contábil dependendo da sua estrutura e propriedade.

Numa auditoria contábil, os auditores não realizam procedimentos de auditoria sobre:

Ø  Auditar outras informações fornecidas aos membros da organização, como por exemplo, o relatório dos diretores;

Ø  Verificar cada item das demonstrações contábeis – as auditorias são baseadas somente em testes seletivos;

Ø  Julgar a adequação das atividades comerciais da organização, bem como estratégias ou decisões tomadas pelos diretores;

Ø  Observar todas as transações realizadas pela organização; Ø  Testar a adequação de todos os controles internos da organização;

Ø  Comentar aos acionistas sobre a qualidade dos diretores e gerentes, a qualidade da governança corporativa ou a qualidade dos procedimentos e controles de gerenciamento de risco da organização.

Também numa auditoria contábil, os auditores externos não podem ser responsáveis por: Ø  Prever o futuro – A auditoria refere-se a um período contábil anterior específico. Não julga o que pode acontecer no futuro e, portanto, não pode garantir que a organização continuará em negócios indefinidamente. Ø  Estar lá o tempo todo – A auditoria é realizada durante um período de tempo definido, e os auditores não estão na organização em tempo integral. O objetivo principal da auditoria é formar uma opinião sobre a informação das demonstrações contábeis, como um todo, e não identificar todas as irregularidades possíveis. Isso significa que, embora os auditores estejam atentos aos sinais de fraude material potencial, não é possível ter certeza de que as fraudes serão identificadas.

A administração da organização prepara as demonstrações contábeis. Que devem ser preparadas de acordo com os requisitos legais e os padrões de relatórios financeiros. Os diretores da organização aprovam as demonstrações contábeis.

Os auditores externos iniciam seu exame, entendendo as atividades da organização e considerando os problemas econômicos e industriais que podem afetar o negócio durante o período de relatório. Para cada atividade principal listada das demonstrações contábeis, os auditores externos identificam e avaliam quaisquer riscos que possam ter impacto significativo na posição financeira ou desempenho financeiro, bem como algumas das medidas (chamadas controles internos) que a organização implementou para mitigar esses riscos.

Com base nos riscos e controles identificados, os auditores externos consideram o que a gerência fez para garantir que as demonstrações contábeis sejam exatas e examinam as evidências de apoio. Os auditores externos então fazem um julgamento sobre se as demonstrações contábeis apresentadas como um todo refletem uma visão verdadeira e justa dos resultados financeiros e posição da organização e seus fluxos de caixa, e se está em conformidade com as normas de contabilidade nacionais e internacionais. Finalmente, os auditores elaboram um relatório de auditoria, que apresenta sua opinião para os acionistas ou membros da organização.

Os auditores externos discutem o escopo do trabalho de auditoria com a organização, os diretores ou a gerência, podendo solicitar a realização de procedimentos adicionais. Os auditores externos mantêm a independência da administração e dos diretores para que testes e julgamentos sejam feitos objetivamente. Os auditores externos determinam o tipo e a extensão dos procedimentos de auditoria que serão executados, dependendo dos riscos e controles que identificaram.  Os procedimentos podem incluir: Ø  fazer perguntas – de perguntas escritas a perguntas orais informais – de uma série de indivíduos na organização; Ø  examinar registros financeiros e contábeis, outros documentos e itens tangíveis, como instalações e equipamentos; Ø  fazer julgamentos em estimativas significativas ou premissas que a gerência fez quando prepararam as demonstrações contábeis; Ø  obter confirmações escritas de certas questões, por exemplo, solicitando ao devedor que confirme o montante da dívida com a organização; Ø  testar os controles internos da organização; Ø  testar processos ou procedimentos sendo realizados;

A administração da empresa auditada conta com os benefícios da auditoria contábil, pois recebe, além da opinião sobre a adequação das demonstrações contábeis, sugestões de melhorias nas operações e dicas para obter informações atualizadas e que agregam na tomada de decisão.

Os benefícios da auditoria contábil refletem-se na sociedade, promovendo credibilidade e veracidade das informações, o que contribui para a estabilidade das empresas e consequentemente, garantia de empregos. Também, a autoridade tributária se beneficia, porque a auditoria contábil contribui para o correto cumprimento das leis fiscais.

Muitos outros benefícios decorrem da realização de auditoria contábil, por esse motivo não só empresas de capital aberto que possuem a obrigatoriedade para fins legais, mas outras empresas optam pelo serviço, pois enxergam nele a busca pela transparência e melhoria de sua imagem no mercado, além de apresentar informações exatas e detalhadas aos seus sócios, aumentando a credibilidade.

Um bom exemplo neste segmento é a TATICCA – ALLINIAL GLOBAL, que atua em todo o Brasil e globalmente, com serviços integrados de auditoria, contabilidade, impostos, corporate finance, tecnologia, risk advisory, consultoria empresarial e treinamento. Para obter mais informações, pelo www.taticca.com.br.

Please follow and like us:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.