Quando surgiu o primeiro formato de comercialização de produtos pela Internet, em meados da década de 90, ninguém poderia imaginar que, em 2019, essa configuração se tornaria uma das melhores alternativas de consumo do mundo, em alguns casos até superando o comércio físico de produtos e serviços. 

Com a evolução da tecnologia e o aperfeiçoamento da própria Internet, houve uma grande mudança comportamental do consumidor. Atualmente, ele prioriza e fideliza marcas que consigam solucionar suas vontades, de maneira rápida e precisa. Identificação com o produto e bom relacionamento com as empresas também são fatores determinantes no momento da tomada de decisão.

Sendo assim, a agilidade de atendimento no processo acabou tornando o comércio virtual perfeito para aquele indivíduo que não tem tempo a perder. O que, sinceramente, engloba quase 100% da população mundial, afinal, mais do que nunca, tempo é dinheiro!

Com consumidores cada vez mais presentes no mundo virtual, o cenário se tornou perfeito para os empreendedores digitais. Contudo, será que é tão fácil assim vender pela Internet?

Segundo dados da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) estima-se que o faturamento das vendas no e-commerce, em 2019, chegue a R$ 79,9 bilhões, um crescimento de nada menos que 16% em relação ao ano anterior. Alguns fatores contribuem muito para essa elevação, como:

Praticidade – É possível comprar sem sair de casa;

Falta de limites geográficos – É possível comercializar (vender e comprar) de qualquer lugar do mundo;

Preço – Na maioria das vezes, os produtos comprados em lojas virtuais têm preços mais baixos que em lojas físicas.

Por todos esses motivos, empreender em uma loja virtual pode ser o melhor caminho para o seu negócio, especialmente porque o consumidor atual mantém presença constante nas redes sociais, entre elas, o Instagram, o grande campeão de engajamento.

A Essência é Encantar, Fidelizar e Satisfazer!

Já entendemos que o mundo se transformou, as pessoas mudaram e a maneira de comercializar produtos e serviços também sofreu alterações, mas, em essência, o comércio continua o mesmo. Parece estranho e contraditório, mas é real.

A explicação para isso é simples e se deve basicamente à essência comercial: alguém disponibiliza um produto ou entrega um serviço para outro indivíduo que o deseja. Em troca, esse alguém recebe de volta algo. Atualmente, na maioria das vezes, esse retorno vem através de dinheiro, crédito, moeda digital e até permuta (o chamado #PubliPost), numa prova de que a roda ainda gira no mesmo sentido.

Lembra do escambo? Atualmente, o relacionamento entre grandes marcas e artistas, esportistas e digital influencers também se baseia em um sistema de troca de interesses. Tanto é que se tornou muito comum nesse mercado cambiar a associação da imagem por produtos e serviços.

De uma forma geral, a ideologia é a mesma. O que de fato mudou foi o comportamento do consumidor. Hoje, ele é mais exigente porque a demanda é infinita e, para conquistá-lo, é necessário bem mais do que meia dúzia de bugigangas. As marcas precisam encantar, fidelizar e satisfazer. Para isso, o marketing digital e suas extraordinárias ferramentas oferecem as melhores soluções.

Mais do que nunca, com a popularização das redes sociais, a máxima de “quem não é visto não é lembrado” faz todo o sentido. Porém, não basta apenas ser visto, é preciso ser bem visto! É necessário ser referência e autoridade.

A Importância do Instagram para gerar bons negócios

Não é preciso ser um expert em marketing digital para enxergar o universo de possibilidades que a Internet trouxe para os empreendedores digitais. Entre as plataformas mais usadas, o Instagram é o mais popular, alcançando 15 vezes mais engajamento do que no Facebook, que, por incrível que pareça, possui o dobro de inscritos ativos.

Segundo dados do Sebrae, mais de 1.400 marcas consideradas grandes estão presentes na plataforma. Seus usuário curtem, em média, 1,5 bilhão de vezes ao dia. Já parou para pensar no tamanho da força que esse meio de comunicação pode dar para o seu negócio? 

Atualmente, o Instagram conta com mais de 1 bilhão de usuários ativos. São mais de 2,5 milhões de anunciantes no mundo. Aproximadamente 20 milhões de perfis comerciais. E, sim, essa rede social tem tudo para ajudar a impulsionar um negócio digital, através de uma loja virtual. Por diversos motivos, ele pode ser exatamente o recurso que você precisava para conquistar a sua independência financeira. Mas não se engane! Não basta criar uma loja virtual. É preciso gerenciá-la!  

Para conquistar os melhores resultados, é preciso entender todo o ecossistema do comércio virtual, ou seja, é necessário ter pleno conhecimento sobre cada disciplina que envolve o mercado, ter a exata noção de quem é seu público-alvo e como chegará até ele.  Por isso, é fundamental contratar o serviço de uma agência especialista em marketing digital.

De nada adianta estar presente nas redes sociais se não houver uma estratégia muito bem planejada, colocada em prática em cada passo da jornada. Para isto, é fundamental contar com a consultoria de especialistas que sabem exatamente como criar, gerenciar e divulgar seus produtos. 

Ficou na dúvida se vale a pena investir no digital? Finalizo com três bons motivos:

  • A profissionalização de seu negócio é o caminho para o crescimento que você sempre sonhou.
  • Com uma loja virtual você consegue criar e personalizar seu espaço, aumentando a identificação do consumidor com o seu produto;
  • As plataformas de lojas virtuais possuem ferramentas e recursos que trazem praticidade, tanto para o consumidor quanto para o lojista.

*Fabrício Macias é CEO da Macfor e especialista em Marketing Digital

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.