Entenda como estar ansioso pode impactar no trabalho 

Todo mundo está sujeito a momentos de ansiedade, isto pode afetar diversos aspectos de sua atividade de trabalho. 

Já não é novidade que as novas tecnologias e outros aspectos da atual sociedade tem levado a situações de ansiedade para diversas pessoas espalhadas pelo globo. Diante deste cenário, é sempre importante destacar a importância do cuidado com a nossa saúde mental e bem-estar emocional. 

Isto porque, quando estamos acometidos a preocupações exorbitantes ou estresse excessivo, entre outras sensações comuns de um quadro ansioso, somos diretamente afetados em relação às tarefas do dia a dia, bem como com nossos relacionamentos pessoais. 

Assim sendo, consequentemente condições naturais a maioria população brasileira, como a obrigação de trabalhar ao menos 5 dias na semana também são impactadas diante das potenciais sensações referentes a ansiedade. 

Posto isto, o intuito deste presente artigo é apresentar as implicações da ansiedade para o trabalhador, bem como ressaltar a importância do cuidado da saúde mental. Assim sendo, confira a seguir alguns impactos diretos que quando ansioso pode causar no desempenho do trabalho. 

– Possíveis dificuldades no exercício da função de trabalho: por vezes, quando acometidos por ansiedade é bem comum que a pessoa fique mais “aérea”, de modo que não perceba com clareza o mundo ao seu redor, assim não conseguindo colocar a energia necessária em atividades importantes. 

Desta maneira, devido à falta de concentração, a pessoa se vê extremamente atarefada, a medida que não consegue dar conta de cumprir com prazos, metas, e outras obrigações comuns aos meios de trabalho. Sendo assim, é bem comum que o trabalhador se sinta desgastado, desmotivado e incapaz.  

– Ausências no trabalho: é bem comum que devido às sensações citadas acima, o trabalhador não consiga lidar com a pilha de pensamento e emoções que a intensidade da ansiedade pode acarretar. Assim sendo, é normal que ele, por vezes, optar pela “fuga”, de modo a evitar estar sujeito a possíveis gatilhos que o deixaram ansioso. 

Em razão disso, fica claro que a produtividade e desempenho no trabalho serão afetados, e o que pode levar o acúmulo de tarefas que antes já eram muitas. Cabe salientar que ansiedade é um assunto sério e hoje em dia já recebe mais atenção, logo, é preciso ter cautela, nos compreender, de maneira a entender nossos limites. 

– Dificuldades para expor ideias e opiniões: outro fator bem comum nesta situação, é uma autoanálise constante em relação às boas ideias ou opiniões que surgem nos pensamentos, devido a uma insegurança ou medo do que terceiros podem dizer e ocasionar nos nossos sentimentos, o que acaba nos inibindo de apresentar grandes planos ou posicionamentos. 

– Problemas para se relacionar: como um conjunto de uma baixa auto confiança, insegurança e medo de não ser bom o bastante, é comum não conseguirmos nos relacionar com outros, pelo menos, não da forma que gostaríamos, de modo evitar o contato com os colegas de trabalho. 

Assim sendo, a pessoa irá procurar participar e se posicionar em atividades coletivas no meio de trabalho e consequentemente ficando cada vez mais afastado das questões que envolvem sua atividade. 

Cuide da sua saúde mental

Assim como na nossa saúde física, é importante prezarmos pelo bem-estar de nossos pensamentos, percepções, emoções, em geral, pela saúde mental. Até porque, por vezes, quando não cuidamos devidamente isso reflete no corpo.

 É preciso destacar que essa ideia antiquada e inibidora de que buscar um tratamento psicológico é coisa de “maluco” tem de ser descartada, até porque todos passamos por problemas os quais por vezes podem nos esgotar. 

Sendo assim, não há motivo para vergonha ou pé atrás, o acompanhamento de um profissional capacitado pode trazer diversos bons resultados para nossa saúde mental. Ademais, mesmo que não haja um problema extremamente aparente, busque pela terapia, veja como se fosse um “check up” dos pensamentos, emoções, e outras questões que envolvem nosso psicológico.   

Comentários estão fechados.