Estratégia de Investimentos: Quais são as categorias de ações e suas vantagens

0

Quando alguém decide investir na bolsa de valores precisa adquirir não só uma boa noção de educação financeira, como também conhecimentos mais avançados no que diz respeito aos investimentos.

Em regra, é preciso entender quais são as categorias de ações, para saber formular a estratégia de investimentos, antes de efetivamente montar a carteira de ações.

Quais são as categorias de ações?

Quem investe na Bolsa de Valores sabe que existem basicamente dois tipos de ações: as ordinárias (ON) e as preferenciais (PN).

A principal diferença entre elas é que as ações ordinárias dão direito a votos dentro das assembleias da empresa, enquanto as ações preferenciais têm preferência aos lucros distribuídos entre os acionistas.

As ações preferenciais que são negociadas em Bolsa de Valores se subdividem em outros tipos de ações, e qualquer investidor precisa entender essas categorias para esboçar a sua estratégia de investimento.

Ações Blue Chips

As ações Blue Chips são as mais procuradas na Bolsa de Valores por possuírem um grau de liquidez maior. Ou seja, isso quer dizer que quando o investidor decide vendê-las, consegue fazer isso rapidamente.

Normalmente, esse é um tipo de ação que é mais valorizada, sendo assim, a rentabilidade dos dividendos delas pode não ser tão alta, mas por outro lado há a segurança quando se precisa vendê-las com determinada rapidez.

O nome Blue Chip, traduzido ao português significa ficha azul, e faz alusão às ações mais negociadas na Bolsa de Valores. Geralmente elas são tidas como referência para o desempenho do mercado de ações de um modo geral.

Ações mid-caps

As ações mid-caps não são tão concorridas como as ações Blue Chips. Elas normalmente ficam no meio termo. Isso quer dizer que algumas delas podem oferecer uma liquidez maior do que as outras.

Designed by @rawpixel.com / freepik
Designed by @rawpixel.com / freepik

Não há um consenso sobre o tamanho exato de uma mid-caps, mas estima-se que são tipos de empresas com capitalização entre US$ 2 a US$ 10 bilhões. No entanto, uma das suas vantagens é que elas podem ter uma valorização maior do que a Blue Chip.

Por isso, são ações que chamam a atenção de investidores que desejam ganhar com a sua valorização. Porém, é preciso fazer uma boa análise fundamentalista, pois nem todas elas apresentam essa oportunidade.

Ações small-caps

Por fim, existem as small-caps que são ações de empresas com menos capitalização. Entretanto, isso não significa que elas são ações ruins. Afinal, por serem mais baratas podem apresentar uma rentabilidade maior de dividendos.

Contudo, isso não é uma regra, e nem sempre uma ação barata pode representar uma boa oportunidade de investimento. Essas empresas possuem uma capitalização de até US$ 2 bilhões de valor de mercado.

Além disso, por serem ações de empresas com menos capitalização, elas também possuem menos liquidez, e por isso nem sempre é fácil de vendê-las no momento mais oportuno. Por isso, esse é um investimento mais arriscado.

O risco é atrelado ao fato da concentração setorial ao qual a empresa está inserida, da dependência de um setor específico, ou alguns outros fatores envolvendo a empresa em questão.

Entender a diferença entre os tipos de ações, assim como fazer uma análise fundamentalista das empresas é essencial, pois nem sempre ações com maior liquidez são melhores. Tudo depende da estratégia de investimentos.

Foi possível entender o que são categorias de ações? Então deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa matéria com seus amigos nas suas redes sociais.