Compreenda a relevância de se estruturar um ambiente digital seguro nas empresas

0

As empresas nacionais passam por um momento decisivo de transição ao digital. É inegável o avanço da tecnologia no cotidiano empresarial de diversas organizações.

Claro, há de se comemorar essa nova concepção dos executivos quanto às contribuições da inovação, a exemplo de um ambiente de TI consolidado e com o respaldo necessário para que as equipes atuem com tranquilidade.

No entanto, se essa crescente adesão da máquina ilustra um cenário positivo em relação aos próximos meses, é importante transcender o senso comum e visualizar o real propósito da automação no dia a dia dos profissionais.

Uma das consequências mais diretas da implementação tecnológica repousa no estágio de segurança proporcionado por essa movimentação.

O mercado atual, assim como o próprio público consumidor, não aceita sistemas de serviço cuja estabilidade e integridade se encontram fragilizadas.

Em outras palavras, o sucesso do negócio pode estar em risco com a insistência em métodos de trabalho reconhecidamente antiquados.

Abordagem manual ainda é presente no país

Se a transformação digital é uma realidade abrangente no país, significa que não existem empresas que ainda insistem na validação manual de seus documentos?

A resposta, apesar de negativa, aponta para a importância de se refletir sobre o tema sem apontar dedos ou demonizar ações inseridas em um contexto herdado por anos de renegação da área de TI.

Por muito tempo encarou-se o investimento na Tecnologia da Informação como algo secundário ou de pouco valor operacional.

Felizmente, essa mentalidade tem se modificado na medida em que resultados práticos são evidenciados.

Não é sobre estruturar um setor de pouco alcance interno ou limitado à participação de poucos colaboradores.

O departamento de TI influencia etapas determinantes para o andamento do negócio, desde a otimização de processos à criação de um relacionamento personalizado com o cliente.

São alguns exemplos que demonstram a amplitude da inovação se a mesma for disseminada entre os pilares da empresa.

Qual é o peso de uma cultura orientada ao Compliance?

Nesse artigo, abordo a relevância de se estruturar um ambiente digital seguro. E isso implica na possibilidade de se institucionalizar o Compliance como uma nova filosofia interna, alinhando as equipes sob uma ótica única de conformidade.

Com a máquina encarregada de conduzir tarefas padronizadas, o risco para que erros e violações ocorram é naturalmente menor.

Em contrapartida, as pessoas terão tempo e disponibilidade para explorar suas maiores capacitações, cumprindo funções subjetivas.

No centro desse novo patamar de segurança informacional estão os dados, materiais de poder analítico favorável à produtividade dos profissionais.

Toda organização almeja crescer e se isolar em um posicionamento de destaque entre os demais concorrentes, e com isso, o volume de informações tende a aumentar consideravelmente.

Logo, para se manter em correspondência com a lei e no caminho do que se espera para a experiência do cliente, a integridade dos dados deve ser prioridade para lideranças corporativas.

Resiliência e base técnica para melhores decisões

Em resumo, uma área digital suportada por plataformas automatizadas, somadas ao engajamento de equipes envolvidas nesse processo de estruturação do TI, torna palpável a ingressão da empresa em um status de inovação empresarial compatível com os tempos atuais.

Resiliência e o conceito de tecnologia humanizada têm preenchido a discussão acerca da transformação digital, pois enfatizam o protagonismo humano com o apoio da máquina, sem interpretações errôneas sobre essa unificação operacional.

A etapa de tomada de decisão simboliza o fim de um planejamento detalhado sobre probabilidades e efeitos colaterais de uma ação escolhida.

Se utilizarmos os próximos meses como referência, após um longo período de obstáculos inesperados por conta do novo coronavírus, a margem para que falhas críticas aconteçam tem se mostrado cada vez mais enxuta.

A segurança não é só dos dados e até mesmo dos procedimentos adotados, mas do gestor e dos profissionais inseridos na rotina da empresa, lançados à urgência por soluções assertivas e pontuais.

No fim, os meios escolhidos podem parecer complexos, mas o objetivo é um só: proporcionar tranquilidade para que as pessoas, componentes centrais de uma organização, possam contribuir para o crescimento do negócio, sem entraves ou imprecisão nas informações adquiridas.

Qual é a sua opinião sobre a importância do ambiente digital para as empresas nacionais?

Por Luiz Penha é Co-Founder e COO da Nextcode. Com vasta experiência em Infraestrutura de TI e segurança de dados, o executivo possui mais de 11 anos de experiência na área.