FMI diz que são necessários US $50 bilhões para acabar com a pandemia de Covid-19 em 2022

0

O mundo pode “acabar com a pandemia” em meados de 2022, vacinando 60% da população a um custo de US $50 bilhões, de acordo com uma nova proposta do FMI.

Os países com suprimento de vacina suficiente podem doar 1 bilhão de doses em 2021, mesmo continuando a priorizar a imunização de suas próprias populações, disse o FMI (Fundo Monetário Internacional) em um relatório publicado na sexta-feira.

Ligado com o financiamento inicial, as doações de vacinas trariam um fim mais rápido à pandemia, salvando milhões de vidas e gerando benefícios econômicos de cerca de US $9 trilhões para o produto interno bruto global até 2025, estimou.

“Na ausência de ações urgentes, muitas economias emergentes e em desenvolvimento podem ter que esperar até o final de 2022 ou mais tarde para controlar a pandemia”, alertou o relatório.

“Isso será tarde demais não apenas para esses países, mas também para o mundo.”

Embora alguns países tenham começado a comemorar a queda nas taxas de infecção, campanhas de vacinação bem-sucedidas e o retorno a um pouco de normalidade, os casos globais de infecções por Covid-19 estão em alguns dos níveis mais altos desde o início da pandemia.

Designed by @ijeab / freepik
Designed by @ijeab / freepik

O FMI disse que o mundo deveria ter como objetivo vacinar 40% das populações de todos os países até o final de 2021 e pelo menos 60% até meados de 2022.

Até o momento, cerca de 1,6 bilhão de vacinas foram administradas em todo o mundo em uma população global de quase 8 bilhões, de acordo com dados da Financial Times.

“A proposta requer não apenas compromissos, mas financiamento antecipado, doações antecipadas de vacinas e investimentos precatórios antecipados ’em risco’”, disse Kristalina Georgieva, diretora-gerente do FMI na Cúpula de Saúde do G20.

“É essencial que todo o financiamento necessário esteja disponível imediatamente.”

As medidas poderiam ser financiadas com US $35 bilhões em doações de países doadores e US $15 bilhões em financiamento de governos nacionais.

Os US $35 bilhões em doações incluiriam um aumento de US $4 bilhões no financiamento antecipado para a iniciativa internacional da Covax para aumentar a vacinação em países de baixa e média renda.

Conteúdo traduzido da fonte Financial Times por Wesley Carrijo para o Jornal Contábil