Governo confirma pagamento do auxílio emergencial a partir do dia 6 de abril

0

Segundo o ministro da Cidadania, João Roma, o auxílio emergencial, no valor de R$ 250,00 começa a ser pago a partir da próxima terça-feira, dia 6 de abril, em 4 parcelas.

O anuncio foi feito nesta quarta-feira (31), em entrevista coletiva ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

Ele disse que o pagamento será destinado ao “brasileiro mais vulnerável” e terá o valor de R$ 250 por família, com valores diferenciados para famílias comandadas por mulheres (R$ 375) e para pessoas que moram sozinhas (R$ 150).

De acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, para evitar aglomeração, o primeiro pagamento será feito por contas digitais. Saques serão liberados posteriormente.

Quais são as regras para receber ao auxílio emergencial 2021?

45,6 milhões de família/pessoas do Cadastro Único e do programa Bolsa Família
A renda por pessoa da família não pode passar de até meio salário mínimo (R$ 550)
A renda total do grupo familiar deve ser de até três salários mínimos (R$ 3.300)

Só será permitida o pagamento de uma cota por família

  • Ter mais de 18 anos
  • Não ter emprego formal
  • Não ter tido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ou rendimentos isentos acima de R$ 40 mil naquele ano
  • Não ser dono de bens de valor superior a R$ 300 mil fim de 2019
  • Estão excluídos os residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares
  • Ficam de fora também as pessoas que receberam qualquer tipo de benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista ou de transferência de renda do governo em 2020, com exceção do Bolsa Família e abono salarial.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil