Governo do Rio de Janeiro entrega cartões do auxílio de R$ 3 mil

Para ter direito, é necessário que a família esteja inscritano Cadastro Único (CadÚnico) ou tenha atualizado os dados. Não será possível retirar o dinheiro em espécie

O Governo do Estado do Rio de Janeiro iniciou o processo de entrega dos cartões de um novo Auxílio Emergencial. Serão beneficiadas as famílias que foram atingidas com as foretes chuvas nas últimas semanas. A ideia é permitir que seja possível comprar material para construção.

No sábado (14) foi entregue a primeira remessa, atingindo, segundo o governo, pouco mais de mil famílias que receberam os cartões já carregados com o valor de R$ 3 mil.

O Governo do Estado publicou, na terça-feira (03), decreto que regulamenta mais um auxílio para vítimas de fortes chuvas no Rio de Janeiro. O programa está sendo chamado de Cartão Recomeçar, no valor de R$ 3 mil e pago em parcela única, destinado à população de baixa renda atingida por desastres naturais decorrentes de enchentes, deslizamentos, desabamentos e incêndios. O benefício estadual tem o objetivo de cobrir despesas com mobiliário residencial, eletrodomésticos e materiais de construção. Cerca de 20 mil famílias do estado devem ser beneficiadas, segundo o Executivo fluminense.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos ficou responsável em oferecer na forma de cartão débito às famílias beneficiadas o valor de R$ 3 mil. O cartão será emitido pelo Banco do Brasil. Com ele, será possível a compra dos itens em lojas específicas. No entanto, a família beneficiada deverá ficar atenta, isso porque a validade do cartão é de 72 horas após a entrega. 

Para ter direito, é necessário que a família esteja inscritano Cadastro Único (CadÚnico) ou tenha atualizado os dados. Não será possível retirar o dinheiro em espécie.

Neste caso, as famílias fluminenses receberão o auxílio mediante a decretação, por parte dos municípios, dos estados calamidade e/ou emergência e posterior homologação do Governo do Estado. Além disso, as cidades deverão firmar um termo de cooperação para que o cadastramento das famílias e os dados das beneficiárias do Cartão Recomeçar sejam gerados pelos municípios afetados. Ao Governo do Estado, caberá o pagamento dos benefícios. O total de beneficiários deverá chegar a 20 mil famílias.

Comentários estão fechados.