GPS INSS – Aprenda o que é, como preencher e gerar

GPS INSS é um documento destinado ao recolhimento das contribuições previdenciárias, feitas por pessoas físicas, empresas e autônomos.

Por isso, é preciso que todo empreendedor aprenda sobre o conceito e saiba como emitir esse documento.

Continue acompanhando este artigo e saiba tudo sobre o documento GPS INSS.

O que é GPS INSS?

GPS é a sigla para Guia da Previdência Social, e é um documento para o recolhimento do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social).

Seu pagamento deve ser realizado por pessoas físicas, empresas e profissionais autônomos.

A partir do pagamento da guia, a pessoa ou empresa se mantém filiado ao INSS e tem direitos a benefícios previdenciários e a aposentadoria.

GPS INSS: Como gerar?

Para gerar a guia é necessário:

– Acessar o site da Receita Federal, e clicar em ‘Emissão de GPS para Contribuintes Individuais e para Empresas e Órgãos Públicos’.
– Selecione o módulo correto de sua empresa, podendo ser ‘contribuinte filiado antes de 29/11/1999’ ou ‘contribuinte filiado depois de 29/11/1999’.
– Insira o número do NIT/PIS/PASEP, digite o ‘captcha’ e clique em ‘confirmar’.
– Insira todos os dados pedidos na página para qual você foi redirecionado.
– Quando finalizar o preenchimento, clique em ‘Gerar GPS’.

Preenchimento do GPS INSS: Passo a passo

Verifique a seguir como preencher a Guia da Previdência Social:

  • Passo 01: Inserir nome completo do contribuinte (razão social), endereço e telefone;
  • Passo 02: Deixar em branco, pois é de preenchimento exclusivo do INSS;
  • Passo 03: Preencher o código de pagamento de acordo com a situação da empresa;
  • Passo 04: Mês e ano de referência que está sendo quitado, por exemplo: 05/2018;
  • Passo 05: Inserir a identificação do contribuinte, ou seja, número do PIS/NIT/NIS;
  • Passo 06: O valor do INSS deve ser inserido já com os devidos cálculos, considerando possíveis deduções;
  • Passo 07 e 08: Não devem ser preenchidos;
  • Passo 09: Valores recolhidos por outras entidades;
  • Passo 10: Atualização de juros e multa;
  • Passo 11: Valores totais – a serem recolhidos.

O pagamento do GPS INSS pode ser feito em agências bancárias ou em casas lotéricas, tendo seu vencimento no dia 15 do mês seguinte ao que foi informado na guia.

Exemplo:

Mês e ano referentes: 05/2018
Vencimento: 15/06/2018

Atrasos e acréscimos do GPS INSS

Se houver atraso no pagamento da guia, são acrescentados juros e multas e caso o valor seja muito alto, é possível pedir o parcelamento junto ao fisco.

Os juros são equivalentes à taxa Selic e a multa corresponde a 0,33% por dia de atraso, valendo a partir do dia seguinte ao do vencimento.

É importante ressaltar que um contador é muito importante em processos burocráticos como o GPS INSS, por isso, não dispense um acompanhamento contábil em sua empresa.

Automatize sua empresa com um sistema de qualidade

Uma empresa que emite qualquer tipo de documento fiscal, tem a necessidade de ter um software para a emissão do mesmo.

Assim, é possível emitir suas notas de forma mais segura e prática, e além disso, é possível controlar toda a gestão de uma empresa por meio de um sistema qualificado.

Como são os da Soften Sistemas, que permitem todas essas funcionalidades, além de disponibilizar treinamento especializado e suporte técnico.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.