INSS começa a pagar aposentados e pensionistas a partir de 2ª feira

O calendário do INSS é dividido em duas partes: primeiro recebem os aposentados que ganham um salário mínimo e depois os que têm benefícios com valor superior

Aposentados e pensionistas que recebem um salário mínimo vão começar a receber a partir do dia 25 de outubro. Já quem recebe acima de um salário mínimo o pagamento será realizado pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) a partir do dia 1° de novembro. Isso porque, o calendário de distribuição é dividido em dois, sendo um referente aos benefícios equivalente a um salário mínimo, e outro a abonos com valor superior.

Deste modo, a partir da próxima segunda-feira (25), vão começar a receber os segurados que ganham 1 salário mínimo (R$ 1.100). Já quem recebe acima do salário mínimo, terá acesso ao dinheiro na segunda-feira, 1° de novembro. Os segurados recebem conforme o dígito final do NIS (Número de Identificação Social).

Calendário de pagamento

Confira as datas de pagamento para quem recebe um salário mínimo:

  • NIS final 1: Recebem dia 25 de outubro;
  • NIS final 2: Recebem dia 26 de outubro;
  • NIS final 3: Recebem dia 27 de outubro;
  • NIS final 4: Recebem dia 28 de outubro;
  • NIS final 5: Recebem dia 29 de outubro;
  • NIS final 6: Recebem dia 1º de novembro;
  • NIS final 7: Recebem dia 3 de novembro;
  • NIS final 8: Recebem dia 4 de novembro;
  • NIS final 9: Recebem dia 5 de novembro;
  • NIS final 0: Recebem dia 8 de novembro.

Confira as datas de pagamento para quem recebe mais de um salário mínimo:

  • NIS final 1 e 6: Recebem dia 1º de novembro;
  • NIS final 2 e 7: Recebem dia 3 de novembro;
  • NIS final 3 e 8: Recebem dia 4 de novembro;
  • NIS final 4 e 9: Recebem dia 5 de novembro;
  • NIS final 5 e 0: Recebem dia 8 de novembro.

Sem abono natalino

Mais uma vez, os aposentados e pensionistas do INSS ficarão sem o abono natalino no final do ano, já que o 13° salário foi antecipado e pago entre maio e junho deste ano.

Por isso, um Projeto de Lei (PL) nº 4.367, de 2020, que possibilita o pagamento do 14° salário foi aprovado pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

A intenção é passar por cima de todas as análises das demais comissões e enviar o texto diretamente para votação geral na Câmara dos Deputados.

Entretanto, os aposentados e pensionistas já não acreditam mais numa possível liberação de um valor extra para este ano.

Comentários estão fechados.