Site icon Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

INSS: os aposentados vão receber o 14° salário em 2022?

Designed by wavebreakmedia / shutterstock

Designed by wavebreakmedia / shutterstock

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) não tem nada programado em relação a um possível pagamento do 14° salário. Não existindo chances de acontecer um dinheiro extra para os aposentados no final do ano.

Existe uma proposta que solicita o pagamento do abono natalino aos aposentados e pensionistas do INSS, ela foi enviada ao Congresso Nacional no ano passado, através de um Projeto de Lei de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS).

No entanto, cuidado com informações falsas (fake news) que dizem que o 14° salário foi aprovado. Isso não é verdade!
Para você não se iludir com vídeos e informações não verdadeiras na internet, saiba que o que existe realmente em relação ao 14° salário emergencial é o Projeto de Lei 3657/20. Você pode acompanhar pelo site do Senado Federal o andamento e tramitação do Projeto de Lei.

Por enquanto não existe nenhuma possibilidade do Projeto de Lei ser aprovado. Na verdade, a medida segue parada desde o ano passado.

O 14° salário foi projetado para ajudar os segurados do INSS no ano passado, quando o presidente da República decretou o estado de calamidade pública. Como o decreto não foi prorrogado, não existe a possibilidade de 2021, de uma aprovação do Projeto de Lei do senador Paulo Paim.

Abono extra de R$ 2 mil

Uma outra proposta que vem deixando os aposentados sem saber se vai realmente acontecer é o abono extra de R$ 2.000. Em 19 de junho de 2020, através de uma Sugestão Legislativa (SUG) n° 15, que contou com mais 26 mil votos.

O que você precisa saber é que uma SUG nada mais que uma ideia legislativa, onde o brasileiro pode acessar ao portal e-cidadania e enviar suas ideias para quem sabe sua sugestão seja notada pelos políticos.

Apesar do senador Paulo Paim se interessar pela SUG, ela não avançou, nem mesmo se tornou um Projeto de Lei para poder ser avaliado pelas Comissões competentes e por fim votada no Congresso Nacional.

Sendo assim, aposentados e pensionistas não podem ficar esperançosos, achando que haverá um dinheiro extra no final do ano. Saiba que isso não vai acontecer!

Sair da versão mobile