Mais de 55% das famílias já solicitaram o Auxílio Belo Horizonte

Por meio da análise de todos os cadastros, é possível identificar cerca de 40 mil famílias com alunos na escola e que também estão em outros grupos.

Mais da metade das famílias elegíveis para receber o Auxílio Belo Horizonte já terminaram o processo de solicitação do benefício na primeira semana de consultas. 

As equipes da Prefeitura continuarão buscando e aconselhando essas famílias, e elas poderão solicitar ajuda até 15 de fevereiro de 2022.

Uma pesquisa realizada após a primeira semana de negociações mostrou que entre os 152.000 domicílios socialmente desfavorecidos cadastrados no CadÚnico, com renda de até meio salário mínimo e outros 19 públicos cadastrados em políticas municipais, independentemente do CadÚnico, 53% já fizeram a solicitação do benefício. 

Esse grupo tem direito a subsídio de 600 reais, ou seja, 100 reais parcelados por 6 meses consecutivos.

O grupo inclui famílias em situação de extrema pobreza (renda de até R$ 89) e as famílias em situação de pobreza (renda de até R$ 178) que têm direito a outros 1.200 reais e 600 reais respectivamente.

Entre as 72.000 que estão em situação de extrema pobreza cerca de 40.000 famílias já solicitaram o subsídio, representando mais de 55%. 

Entre a população de 16.000 que estão em situação de pobreza, a porcentagem atingiu 61% da população total, e 10.000 famílias foram concluídas.

Entre as famílias com alunos participantes da rede municipal de ensino, 96.838 das 154.257 famílias elegíveis solicitaram os 100 reais de dezembro como complemento da alimentação escolar, ou 62,78% do total.

As famílias de estudantes que podem usufruir de outro subsídio em função dos seus rendimentos têm uma taxa de aplicação superior, com uma taxa de aplicação de 80,52%, ou seja, 35.056 de 43.535 pessoas candidatam-se para outros grupos.

 É importante que essas famílias visitem o site antes de 30 de novembro para garantir que receberam os benefícios em dezembro.

Total de famílias

Por meio da análise de todos os cadastros, é possível identificar cerca de 40 mil famílias com alunos na escola e que também estão em outros grupos definidos em lei. 

Como essas famílias apareceram duas vezes no cadastro, o total de beneficiários do Auxílio Belo Horizonte é de aproximadamente 260 mil famílias, ou seja, mais de 1 milhão de pessoas são impactadas diretamente pelo benefício municipal.

Informações sobre datas, beneficiários e demais detalhes sobre o atendimento podem ser acessadas no portal da Prefeitura de Belo Horizonte. 

Comentários estão fechados.