MEI: Aprenda como registrar uma marca sendo microempreendedor individual

0

Realizar o registro de marca quando se é MEI, é uma, das tantas outras coisas que entram na lista de dúvidas deste tipo de empreendedor.

Normalmente ele tem questionamentos sobre regime tributário, imposto de renda, contabilidade e claro, sobre o registro de marca.

Sabendo da necessidade que você e outros microempreendedores possuem para encontrar informações relevantes na internet sobre essas questões, hoje viemos falar sobre o registro de marca para MEI.

Descubra se você pode ou deve fazer o registro da sua marca, se existe diferença no processo em relação ao registro realizado pelas demais empresas.

Além disso, saiba também se MEI tem algum desconto quando realiza o registro. Confira!

MEI pode/deve fazer registro de marca?

Conforme informações no site do INPI, MEI pode cadastrar um nome fantasia.

Porém, o simples cadastro do nome fantasia na Junta Comercial não garante direito de uso caso seja registrado como marca por outra empresa.

Para registrar o nome fantasia como marca é preciso realizar o registro no INPI.

Mas sim, o MEI não só pode como deve realizar o registro de marca do seu negócio.

Hoje já existem muitas atividades que podem ser exercidas como MEI.

E claro, para que se enquadre neste modelo de regime, ele precisa ter faturamento até R$ 81 mil por ano.

Todo negócio busca o crescimento, e com o MEI não poderia ser diferente, concorda?

É aí que entra a importância de registrar o nome fantasia como marca no INPI.

Assim que você começar a crescer – muitas vezes, até antes – surgirá a concorrência desleal.

Esta que pode se aproveitar através do uso indevido da sua marca e porque não, plagiando seu produto?

As possibilidades de problemas com sua marca, sem o registro, são muitas.

Se você exercer uma atividade que precisa trabalhar constantemente a identidade visual da sua empresa no mercado, registre sua marca o quanto antes!

O que difere o registro de marca do MEI para outro tipo de empresa?

Na realidade não há diferença em relação ao processo realizado pelas grandes empresas, por exemplo.

Quanto a isso você pode ficar tranquilo.

No texto como registrar uma marca, falamos passo a passo de todas as ações que precisam ser realizadas.

Registro de marca

Contudo, resumidamente, alguns pontos importantes são:

  • Definição da marca (nominativa, figurativa, mista, tridimensional, marca coletiva, marca de certificação, marca de alto renome)
  • Realização da pesquisa de anterioridade (identificar se já existe outra marca registrada igual a sua)
  • Pagamento da GRU
  • Início do pedido
  • Acompanhamento do processo
  • Aprovação do pedido.

Existe desconto para MEI no registro de marca?

Levando em consideração que o faturamento do MEI é menor, nós sabemos que o registro de marca é mais um custo.

Entretanto, essa questão também é facilitada.

Isso porque o microempreendedor consegue desconto, assim como algumas outras entidades, em partes específicas do processo.

Em outras partes ainda, o MEI pode até ficar isento do pagamento.

Conforme a Tabela de Retribuições dos Serviços Prestados pelo INPI, de 2017 – a mais atualizada que encontramos – alguns serviços podem ser adquiridos com até 60% de desconto!

Nela estão descritos todos os serviços que você “pode” vir a precisar. Isso não significa que vá usar todos.

Apenas alguns são necessários para que você realize o processo, se quiser, até mesmo sozinho.

No texto Realizar o registro sozinho ou terceirizar falamos dos dois caminhos, e de qual é a melhor opção.

Marca protegida, só com registro!

Você viu que o processo de registro da marca é o mesmo que nas demais empresas e que pode conseguir desconto em algumas etapas do processo.

Além disso, mencionamos que você pode realizar o registro da sua marca de MEI sozinho, mas no texto que falamos sobre isso, mostramos qual o melhor caminho.

É um investimento sim, mas é a segurança e valor de mercado da sua marca que está em jogo.

Esse desconto para microempreendedores individuais e outras entidades tem como um dos objetivos incentivar o crescimento seguro tanto do seu negócio como do mercado.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Original de Ifixar