MEI: Conheça os benefícios previdenciários para esta categoria.

0

O MEI surgiu com a finalidade de formalizar as atividades desenvolvidas e facilitar as burocracias para a abertura de uma empresa no país. 

No artigo de hoje vamos esclarecer quais são os benefícios previdenciários que o microempreendedor individual tem direito, pois, a pessoa que opta por se formalizar como MEI, o mesmo passa a ser amparado pela previdência social. Continue conosco e confira!

MEI 

Para se formalizar como MEI, é necessário estar atento a alguns requisitos, sendo: 

  • Faturamento anual de R $ 81 mil por ano;
  • Sua atividade deve estar dentre as permitidas do Anexo XI, da Resolução CGSN n° 140, de 22 de maio de 2018;
  • É necessário efetuar o pagamento em dia, isto de acordo com a atividade desenvolvida, o valor mensal é pago por meio da guia mensal, o vencimento é no dia 20 de cada mês; 

Quais são os benefícios para o MEI?

Benefícios oferecidos para o Empreendedor 

  1. Aposentadoria por idade
  • Mulheres aos 62 anos;
  • Homens aos 65 anos.

Ressaltando que é importante levar em consideração o tempo mínimo de contribuição. 

Esta regra que citei acima é aplicada para aqueles que começaram a contribuir para a Previdência no dia 13 de novembro de 2019, que foi a data de publicação da EC n° 103/2019.

  1. Auxílio doença e Aposentadoria por invalidez

Nesta categoria é necessário 12 meses de contribuição, a contar do primeiro pagamento em dia. Ressaltando um ponto importante que dependendo da doença ou acidente, o segurado não precisará cumprir o tempo de carência, mas lembrando que a enfermidade precisa estar especificada em lei para que haja anulação da carência, caso contrário o segurado precisa cumprir com o requisito normalmente. 

  1. Salário-maternidade

Para este é necessário cumprir o tempo mínimo de carência de 10 carência, começando a contar do primeiro pagamento em dia. 

Designed by @drobotdean / Freepik

Dependentes do MEI 

  1. Pensão por morte e auxílio reclusão

Ambos têm duração variável, de acordo com a idade e o tipo de beneficiário, a carência para o auxílio-reclusão será de 24 contribuições mensais. 

Já a pensão por morte é necessário que tenha pelo menos 18 meses como MEI e ter efetuado suas contribuições durante este período. 

O MEI que não faz seus recolhimentos, terá direito à benefícios? 

Se o microempreendedor individual estiver inadimplente com o DAS, ele estará sujeito a vários prejuízos relacionados ao INSS/Previdência Social. Sendo: 

  1. O tempo que o MEI não efetuou seus recolhimentos, não contará para nenhum benefício da previdência; 
  1. Se o microempreendedor individual precisar da concessão de algum benefício com urgência, podendo ser auxílio-doença, salário maternidade, o mesmo não terá direito de requerer; 
  1. Quando for quitar seus débitos em atraso, o mesmo terá que calcular os valores acrescidos de multa e juros. 

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Laís Oliveira.