Mercado de trabalho: Confira algumas dicas para se ter uma recolocação mais rápida

0

Com certeza qualquer tipo de ação de desenvolvimento conta para uma recolocação rápida no mercado. Cursos, habilidades técnicas e, principalmente, comportamentais, acabam contando.

É claro que a experiência acaba tendo um peso maior, porém o recrutador percebe que houve a atitude de se desenvolver enquanto estava parado, buscando novos conhecimentos, informações e formações.

É importante demonstrar essa sede de conhecimento e crescimento, pois ela é muito valorizada pelas empresas.

Além disso, a partir do momento que você embarca em um negócio com vontade de crescer, e se depara com oportunidades, os gestores podem notar e investir para que isso aconteça de forma mais acelerada.

Montar um bom currículo também é muito importante na fase de recolocação, mas a maioria das pessoas coloca apenas o cargo em que estiveram anteriormente, experiências profissionais, onde estudaram etc.

Ao meu ver, esquecem do que é mais importante: as próprias competências, forças e paixões.

Uma boa dica é dividir o material de forma que ele também conte essas questões dentro de uma única página.

Além das experiências profissionais, é interessante colocar os projetos em que esteve envolvido, o que fez efetivamente nos locais em que trabalhou antes, os programas e cursos dos quais participou, isso tudo sem se esquecer de contar o propósito de vida e as causas em que é engajado e tem orgulho.

ICMS

É fundamental ter em mente que as empresas não contratam currículos, mas sim seres humanos.

Entrar no mercado após um desligamento por conta da crise pode ser algo complicado, mas não precisa ser constrangedor.

A transparência é o que há de mais importante para qualquer relacionamento, inclusive com o recrutador de uma nova companhia.

Os últimos tempos foram delicados para diversas pessoas, então o ideal é colocar em prática ideias para ajudar a empresa a se destacar nesse período.

Também é importante que os gestores saibam como lidar com a equipe, garantindo segurança e feedbacks necessários para o time. Portanto quanto mais transparente for o processo, melhor será para todos os lados.

Seguem algumas dicas para uma recolocação mais rápida.

Currículo

O seu currículo precisa estar muito adequado aos objetivos da instituição em que quer trabalhar. Portanto, alinhe o seu objetivo com o propósito desse lugar e o cargo para qual está aplicando, dessa forma o recrutador tem maior conhecimento sobre sua trajetória.

Também não deixe de colocar informações pessoais, já que isso torna o processo mais humano.

Evite a timidez

Embora seja um momento de tensão e nervosismo para a maioria dos candidatos, normalmente o entrevistador está interessado em ver brilho no olhar e força de vontade, então é importante demonstrar essas características.

Lembre-se de conhecer a história da empresa para colocar isso em prática durante a entrevista.

Alavanque suas competências

A entrevista é o momento certo para demonstrar como você pode colaborar para o crescimento da empresa, então fale sobre suas experiências profissionais e desenvolvimento pessoal, os projetos que participou e também tente relacioná-los com o propósito dessa companhia.

DICA EXTRA: Dizer que inglês na carreira profissional é indispensável já não é novidade, outras formas são abrir seu próprio negócio, prestar consultoria, trabalhar como freelancer, entre outras, ou seja, o inglês na carreira profissional abre portas.

Para aprender inglês e saber como agir no ambiente empresarial o inglês essencial pode ajudar.

Call action: Clique aqui para saber mais informações e dar um salto em sua carreira.

Por Alexandre Slivnik é reconhecido oficialmente pelo governo norte americano como um profissional com habilidades extraordinárias (EB1).