Ainda existem muitas dúvidas no mercado atual entre empresários e futuros empreendedores sobre nota fiscal, mesmo que seja uma rotina comum nem todos sabem quais os tipos de notas fiscais e quais os riscos de não emitir.

Hoje vamos abordar sobre este assunto, pois, é muito importante para quem já é empresário (a) ou quem deseja abrir seu próprio negócio.

O que é nota fiscal?

O primeiro passo depois de se planejar uma empresa é passar pelo procedimento de certificação digital.

Sendo mais claro o certificado digital é uma espécie de validação que assegura a qualidade da assinatura eletrônica, pois, ela garante a identidade da pessoa jurídica emissora.

Sendo assim a nota fiscal é aquele documento que registra a compra de um bem ou serviço ou ainda transferência de um item, seja bens ou patrimônio, ou seja, documento que registra a transação comercial realizada.

Principais tipos de notas fiscais

Há tipo diferentes de notas ficais, confira:

  • Nota fiscal eletrônica (NF-e);
  • Nota fiscal de serviço eletrônica (NFS-e);
  • Nota fiscal do consumidor eletrônica (NFC-e);
  • Conhecimento de transporte eletrônico (CT-e);

Qual a função da nota fiscal ?

A função da nota fiscal é possibilitar que o governo fiscalize o pagamento de impostos e tributos dos empreendimentos formalizados.

Sendo assim as empresas que não emitem nota automaticamente deixam de cumprir requisitos obrigatório de acordo com a legislação.

Empresas que deixam de emitir notas podem estar agindo de má fé com o intuito de esconder seu faturamento e podem ser tituladas como sonegadoras de impostos.

O que diz a lei?

A lei 8137/1990 cita que constitui crime contra a ordem tributária suprimir ou reduzir tributo, ou contribuição social e qualquer acessório, mediante as seguintes condutas:

contabilidade
Emissão de Nota Fiscal

I – Omitir informação, ou prestar declaração falsa às autoridades fazendárias;

II- Fraudar a fiscalização tributária, inserindo elementos inexatos, ou omitindo operação de qualquer natureza, em documento ou livro exigido pela lei fiscal;

III- Falsificar ou alterar nota fiscal, fatura, duplicata, nota de venda ou qualquer outro documento relativo à operação tributável;

IV- Elaborar, distribuir, fornecer, emitir ou utilizar documento que saiba ou deva saber falso ou inexato;

V- Negar ou deixar de fornecer, quando obrigatório, nota fiscal ou documento equivalente, relativa à venda de mercadoria ou prestação de serviço, efetivamente realizada, ou fornecê-la em desacordo com a legislação.

A lei diz que é crime sonegação e pode ter a pena de 2 (dois) a 5 (cinco) anos de reclusão, além da multa que o sonegador deverá pagar por omitir documentos fiscais.

Sendo assim, emitir nota fiscal é a única maneira de evitar algumas dores de cabeça.

É obrigação de toda empresa emitir notas fiscais como manda a lei, pois, cumprido o seu dever você não terá problemas com a receita federal ou justiça.

OBS: O cupom Fiscal não substitui a necessidade de emissão e notas.

Como emitir notas fiscais?

A melhor forma de emitir notas fiscais é utilizando um bom software, pois, a tecnologia possibilita o uso de um ERP online que permite variadas funcionalidades de otimizar o trabalho em empresas de todos os portes e segmentos.

Conclusão

É muito importante para empresários ou até para quem está prestes a abrir um negócio, estar por dentro das normas, para que você cumpra com as obrigações devidas e tenha sucesso em seu negócio.

DICA EXTRA JORNAL CONTÁBIL: Imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

O nosso parceiro Viver de Contabilidade criou um programa completo que ensina tudo que um contador precisa saber no dia a dia, Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa da Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.