Nova gestão deve ampliar público do Cine Brasília

A OSC selecionada receberá recursos no montante de R$ 2 milhões para desenvolver estratégias e ações em consonância.

O Cine Brasília terá, em breve, nova programação. A Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) divulgou no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), o resultado final do Edital n° 1/2022, que selecionou a organização da sociedade civil (OSC) Box Companhia de Arte para gestão compartilhada do equipamento cultural. O certame entra agora na etapa de habilitação nesta quarta-feira (04 de maio).

A OSC selecionada receberá recursos no montante de R$ 2 milhões para desenvolver estratégias e ações em consonância com a Coordenação Gestora do Cine Brasília em período de 14 meses.

Por exemplo, hoje a bilheteria do cinema aceita apenas dinheiro em espécie, o que dificulta a adesão do público aos filmes exibidos.

O secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, afirmou que: “Essa gestão compartilhada é importante porque vai cuidar não apenas da programação do Cine Brasília, mas também de sua estrutura operativa, possibilitando que mais pessoas possam ter acesso a filmes de qualidade e a baixo custo”.

A partir da assinatura do termo de colaboração, as atividades realizadas pela Box Companhia de Arte devem contemplar, além da programação de filmes, eventos complementares, como lançamento de livros voltados à temática audiovisual, exposições de fotografias e de cartazes, e as já frequentes mostras de cinema em parceria com embaixadas, normalmente gratuitas.

A OSC selecionada tem o prazo de cinco dias, contados da convocação que será feita pela Secec, para apresentar os documentos de habilitação, com vistas à aprovação do resultado final do chamamento público.

Comentários estão fechados.