O Jornal Contábil mostra como as eleições interferem na economia? Veja 4 razões.

Em véspera de eleições, a economia tende a ser afetada pelo clima de instabilidade econômica, jurídica e política gerado.

Vivemos em um país onde os resultados do futebol impactam diretamente na decisão da população por um ou outro candidato. Da mesma forma, em véspera de eleições, a economia tende a ser afetada pelo clima de instabilidade econômica, jurídica e política gerado, principalmente, em uma situação em que os planos de governo apresentados pelos candidatos se mostram simetricamente opostos. É por esse motivo que, não raro, vemos as ações na bolsa de valores despencarem ou dispararem de acordo com o índice de aprovação de determinados candidatos.

 

Mas qual pode ser o impacto efetivo das eleições na vida financeira de um cidadão? A verdade é que, no campo econômico, existe uma grande influência da especulação quando fazemos relações com a política. Por esse motivo, muitas empresas, acionistas e investidores, tomam medidas com base em estatísticas e probabilidades. Desta forma, como em um efeito cascata, a população pode sentir na prática as consequências.

 

Quer entender melhor o assunto? Abordamos a seguir alguns dos impactos que já podem ser sentidos em virtude das eleições.

 

1 – Ano de eleições pode afetar o emprego

Segundo o relatório dos balanços de demissões de 2013, divulgado pela União dos Sindicatos, o setor de alimentação foi o que mais dispensou, chegando ao total 1380 funcionários com contratos rescindidos. Na área de metalurgia, por exemplo, foram somadas 786 demissões. Apesar de os números não apresentarem flutuações muito grandes, se comparados aos anos anteriores, os dirigentes sindicais estão em alerta para 2014.

 

Isso porque, em ano de eleição presidencial, os investimentos dos empreendedores tendem a diminuir, o que desaquece a economia e diminui a produtividade das empresas. Como consequência, temos uma diminuição nas contratações. Por isso, muitos deles já se preparam para a mudança de cenário. Além disso, não se pode negar os impactos dos inúmeros feriados de 2014, principalmente os relacionados ao Mundial de Futebol, no Produto Interno Bruto (PIB).

 

2 – Pesquisa eleitoral influencia Dólar e Ibovespa

É importante destacar que o Ibovespa e o dólar também estão sendo impactados diretamente com os resultados das pesquisas eleitorais. Apesar de ainda operar em queda, os índices têm apresentado flutuações positivas quando essas pesquisas apontam queda de intenção de votos em relação ao governo vigente.

 

É importante ressaltar, no entanto, que, como dito anteriormente, estas apostas no mercado têm um viés especulativo e a estabilidade é muito comum quando há uma diferença tão grande entre as plataformas de governo apresentadas. Enquanto isso, o clima é de expectativa, mas a população já pode sentir o dólar aumentar ou diminuir sempre que há uma nova pesquisa.

 

3 – A instabilidade e a contenção nos investimentos

Quanto mais acirrada for a competição pelo poder, maior será a instabilidade e, como consequência, menores serão os investimentos realizados. Existem setores da economia que podem ser mais ou menos beneficiados de acordo com as propostas de um ou outro candidato. Quando há incerteza com relação a quem irá suceder o cargo, as empresas, principalmente as multinacionais, costumam retrair investimentos até que a sucessão seja definida.

 

Para qualquer aspirante a empresário, investir em um novo empreendimento em véspera de eleições pode ser arriscado, por isso, o ideal é esperar o resultado para saber se o novo negócio se tornará viável ou não.

 

4 – Os governos investem mais nas eleições

De acordo com um levantamento realizado pela Folha de São Paulo, os governos estaduais expandiram seus investimentos em 2014. Os 27 Estados pretendem investir, juntos, aproximadamente 90 bilhões de reais, o dobro do que foi gasto na média dos últimos anos de mandato (2011, 2012 e 2013). A área que receberá a maior parte desses recursos é o planejamento e a execução de obras.

 

Aqui, o impacto se dá em duas esferas: na economia, por conta do aumento dos recursos destinados ao setor de construção, e social, já que as obras impactam diretamente na vida das pessoas. Como sabemos, esses investimentos, infelizmente, refletem apenas os interesses dos candidatos em conseguir, com sucesso, a reeleição. Isso porque ao realizar obras é garantida uma visibilidade à figura do governador, o que influencia na decisão nas urnas.

 

A importância do seu voto

Em resumo, o mais importante em ano eleitoral é superar todas essas oscilações econômicas e procurar os candidatos que apresentem projetos que mais podem beneficiar a população como um todo. Claro, é muito importante procurar consultores para saber a melhor forma de se aplicar o capital em um momento de estabilidade como esse, mas devemos ter consciência de que estamos em um período de transformação.

 

As eleições deveriam ser encaradas com maior seriedade, já que é uma das expressões máximas da democracia e da cidadania.

Comente no Facebook

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Anúncios

DEIXE UMA RESPOSTA

Coloque seu comentpario
Coloque o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.