O que fazer se o pagamento do BEm estiver atrasado?

0

A pandemia obrigou o governo a tomar várias medidas para ajudar a população em geral. Uma delas foi o BEm (Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda), beneficio trabalhista criado para minimizar os efeitos do novo coronavírus na economia.

Mas, nem tudo são flores! O BEm vem sofrendo críticas pelos constantes atrasos no pagamento.

Na verdade a Medida Provisória (MP) deu direito aos empresários demitam ou diminuam o valor dos salários de seus funcionários, o governo passou a oferecer um suporte a esse valor, pagando um complemento salarial com valores entre R$ 261,25 e R$ 1.813,03.

O suporte financeiro oferecido pelo governo deve funcionar com algo parecido com o seguro-desemprego, sendo que seu atraso gera diversos problemas, já que as pessoas que não recebem na data certa ficam sem pagar aluguéis, contas, boletos, etc.

O BEm atrasou, a primeira coisa a fazer é procurar saber qual instituição bancária é a responsável pelo pagamento (isso é diferente para cada empresa). O mais provável que o programa esteja vinculado a dois bancos (Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil – BB). Bastará você descobrir qual dos dois é o responsável pelo seu pagamento.

Acesse a página tanto da Caixa como do BB e faça uma consulta com os seguintes dados, CPF, data de nascimento e o CNPJ da empresa que você trabalha. Depois espere o banco entrar em contato com a Dataprev. Somente eles vão poder informar porque você está recebendo com atraso.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil