Se você tem um terreno, casa, armazém, galpão ou apartamento, precisa aprender como gerenciar os pagamentos do seu imóvel.

Afinal, ter uma propriedade aumenta o seu patrimônio, mas também gera alguns custos.

É importante acompanhar todos os gastos que você terá com o seu imóvel, organizar os pagamentos e deixar tudo muito bem gerenciado para não ter problemas com multas ou punições por atrasos em quitar seus compromissos.

Quer aprender como gerenciar os pagamentos do seu imóvel de maneira simples? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Quais os principais custos do seu imóvel?

Para entender como gerenciar os pagamentos do seu imóvel precisamos, em primeiro lugar, estabelecer quais são os principais custos gerados por ele.

Afinal, não dá para organizar nada sem conhecer todos os seus elementos.

O primeiro custo gerado por um imóvel é o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) em caso de um terreno, casa, apartamento ou imóvel em geral na cidade.

No caso de uma propriedade rural o imposto é outro: é o ITR (Imposto sobre a Propriedade Rural).

Uma das vantagens desses impostos é que eles são cobrados anualmente.

Portanto, você só precisa se preocupar em pagá-los uma única vez.

No entanto, é possível que o valor seja relativamente alto considerando que o tributo é cobrado na forma de uma porcentagem sobre o valor do imóvel ou terreno.

Outro custo de ter um imóvel ou terreno é a sua manutenção.

Ela pode assumir várias formas e, portanto, depende muito do contexto de cada pessoa.

Por exemplo, um terreno sem nada construído precisa de uma atenção especial para controlar o crescimento de gramas ou aparição de animais.

Pagamentos de imóvel

Já um apartamento precisa de mais cuidados por ter mais objetos, como janelas, portas, paredes e muito mais.

No caso de um apartamento ou casa dentro de um condomínio, é importante ter em mente que você terá as mensalidades para pagar.

Esses valores dependem de cada condomínio, seus recursos e contexto atual.

Como gerenciar os pagamentos do seu imóvel?

Agora que já vimos quais os principais custos de ter uma propriedade, é hora de aprender como gerenciar os pagamentos do seu imóvel.

A melhor estratégia é criar um sistema em que a propriedade gere o dinheiro necessário para honrar todos os seus compromissos.

Uma maneira de fazer isso é alugando o seu espaço.

Mesmo que você ache que não exista demanda pela sua propriedade, saiba que existem muitas formas de transformar um imóvel em renda.

Por exemplo, é possível firmar contratos de locação para torre de celular.

Atualmente, no Brasil, existe demanda de pelo menos 140 mil torres de celular.

Além disso, vivemos um período tecnológico de transição do 4G para o 5G.

Isso significa que haverá ainda mais demanda por espaços para implementar torres de celular no país.

Uma torre de celular, por exemplo, é capaz de gerar um aluguel alto o suficiente para que todos os pagamentos do imóvel sejam feitos sem dificuldade.

A única questão para o proprietário seria organizar as datas para que nenhum boleto fique em atraso.

A melhor parte desse negócio é que todos os custos de implementação da operação são pagos pela operadora de telefonia.

Ou seja: a antena, a instalação, a manutenção e todo o resto é pago pela própria empresa, com o proprietário do terreno entrando apenas com o espaço.

Agora que você já aprendeu como gerenciar os pagamentos do seu imóvel, é hora de montar o seu próprio sistema.

Lembre-se de que o segredo é transformar a propriedade em uma fonte de renda recorrente e então apenas controlar o fluxo de compromissos e usar o dinheiro gerado para quitá-los.

Gostou da nossa dica? Então comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!