Pensão por morte em 2021, veja os novos prazos.

0

Já começaram a valer em 1° de janeiro as novas regras para o recebimento de pensão por morte. Na matéria de hoje vamos esclarecer esses novos prazos.

Continue conosco e fique por dentro do assunto. 

Ministério da Economia 

De acordo com o Ministério da Economia, foi publicada uma portaria alterando as regras para o recebimento de pensão por morte, que já entrou em vigor no dia 1° de janeiro.

Essas mudanças vão estabelecer prazos de recebimento do benefício por cônjuges ou companheiros. 

Com isso, os óbitos que ocorreram a partir de janeiro de 2021, o tempo de recebimento será da seguinte forma: 

  • menos de 22 anos – a pensão será paga por três anos;
  • entre 22 e 27 anos – a pensão será paga por seis anos;
  • entre 28 e 30 anos – a pensão será paga por 10 anos;
  • entre 31 e 41 anos – a pensão será paga por 15 anos;
  • entre 42 e 44 anos – a pensão será paga por 20 anos;
  • 45 anos ou mais – a pensão então será vitalícia.

Pensão concedida 

O benefício será concedido se o óbito ocorrer depois de 18 contribuições mensais e pelo menos dois anos após o início do casamento ou da união estável. 

De acordo com o diretor do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), Emerson Lemes, ressalta que a possibilidade de estabelecer esses critérios vem desde 2014 que estabelecia limites temporais para o recebimento de pensão por morte por cônjuges ou companheiros.

Novas Regras 

A medida provisória foi convertida na Lei n° 13.135/15, veja: 

  • Se o casamento ou união estável tiver menos de dois anos, ou a pessoa falecida tiver feito menos de 18 contribuições, o benefício será pago por quatro meses. 
  • Se for o contrário, a união com pelo menos dois anos e a pessoa falecida com pelo menos 18 contribuições, o tempo de recebimento do benefício vai depender da idade do dependente na data do óbito, veja abaixo. 

Outras mudanças é:

  • Se tiver menos de 21 anos de idade, a pensão será paga por três anos; 
  • Se tiver entre 21 e 26 anos de idade, a pensão será paga por seis anos;
  • Se tiver entre 27 e 29 anos de idade, a pensão será paga por 10 anos; 
  • Se tiver entre 30 e 40 anos de idade, a pensão será paga por 15 anos.

Lembrando que essas novas regras valem para óbitos ocorridos a partir de 1° de janeiro de 2021. 

Portanto, para os óbitos ocorridos até 31 de dezembro de 2020, continuam prevalecendo as regras anteriores. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por: Laís Oliveira.