Deve sair em agosto um acordo que ajudará a definir os rumos da negociação entre poupadores e bancos que já se estende por anos.

Deu a louca na Ensino Contábil, cursos de 80 a 110 reais (Saiba Mais)

Quem aplicava dinheiro na poupança nas décadas de 1980 e 1990 têm alegado que os planos econômicos lançados nos governos de José Sarney e Fernando Collor de Mello causaram perdas nos rendimentos da poupança. Estas alegações já somam milhares de ações na Justiça.

Segundo a ministra e advogada-geral da União, Grace Mendonça, a expectativa é que até o início de agosto seja fechado um acordo entre os bancos e os poupadores. Esta negociação irá definir os valores a serem pagos com a aplicação de descontos e como será feito o parcelamento do ressarcimento.

Com os descontos concedidos aos bancos, pode ser que os beneficiários recebam um valor inferior ao que receberiam na época. Hoje, a maioria dos poupadores têm mais de 80 anos.

Se sair (o acordo), será algo histórico, vamos dar um desfecho para uma das mais polêmicas e longas disputas judiciais do país.” Afirmou a ministra Grace Mendonça.

Comente

Comentários

Deixe uma resposta