PIS/Pasep: quem tabalhou em 2021 vai receber o abono salarial quando?

Os trabalhadores que exerceram atividades com carteira assinada em 2021, só receberão o abono salarial PIS/Pasep no ano que vem

O PIS/Pasep não teve pagamentos em 2021, por isso, o ano-base 2020 que seria pago no ano passado foi transferido para 2022, sendo pago de 8 de fevereiro a 31 de março. Com isso, houve um atraso no pagamento.

Neste caso, os trabalhadores que exerceram atividades com carteira assinada em 2021, só receberão o abono salarial PIS/Pasep no ano que vem.

Quem tem direito de receber o abono salarial ano-base 2021?

O trabalhador deve estar cadastrado no PIS/PASEP a pelo menos cinco anos;

Durante o ano de 2021, o trabalhador não pode ter recebido, em média, mais do que 2 salários mínimos de remuneração mensal;

O trabalhador tem que ter trabalhado pelo menos 30 dias de carteira assinada durante o ano anterior, ou ter sido servidor público por pelo menos 30 dias no ano anterior.

O abono salarial referente ao ano-base 2020 ainda não foi sacado por uma grande maioria de trabalhadores. O prazo para eles sacarem o valor termina no dia 29 de dezembro de 2022.

No ano que vem, quando for liberado o pagamento do abono salarial referente ao ano-base 2021, o valor será diferente do deste ano. Isso porque o benefício é pago de acordo com o piso nacional. Neste caso, será pago conforme o valor que for determinado para 2023. Para o próximo ano, o governo estima que o salário mínimo seja reajustado de R$ 1.212 para R$ 1.294. O valor deverá ser anunciado no final de janeiro de 2023. O governo se baseou no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), reajustado em 6,7%.

Como consultar o abono salarial?

Você pode consultar o abono salarial da seguinte forma:

PIS destinado ao trabalhador de empresa provada:

No Aplicativo Caixa Trabalhador;

No site da Caixa Econômica Federal;

Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207.

Para o Pasep (servidor público):

Pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas);

0800 729 0001 (demais cidades);

0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Comentários estão fechados.