Prazo para sacar o PIS está terminando, veja se você tem direito

0

Os trabalhadores que trabalharam por no mínimo 30 dias em 2019 com carteira assinada, devem ficar atentos ao prazo limite para o resgate do PIS/PASEP. O saque precisa ser feito até o dia 30, devendo ser solicitado à Caixa Econômica Federal que faz o atendimento aos trabalhadores registrados pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) ou ao Banco do Brasil, para os servidores públicos. 

Diante disso, pode ser que você tenha até R$ 1.100 para receber. Então, se você não sabe se tem direito de sacar o abono salarial, saiba que é possível realizar a consulta  de três forma:

PIS 

  • através do telefone 0800 726 0207;
  • pelo aplicativo Caixa Trabalhador;
  • pelo site da Caixa Econômica Federal;

PASEP

  • através do telefone 0800-729 00 01;
  • pelo aplicativo disponibilizado pelo banco;
  • pelo site do Banco do Brasil;

Como sacar?

Se você verificou que possui dinheiro para resgatar, saiba que o saque também é feito de forma simples. Para aqueles que recebem o PIS, por exemplo, a Caixa Econômica Federal disponibiliza o abono através de uma conta existente. Então, pode ser que seu benefício já tenha sido creditado em alguma conta esquecida ou que você não tenha o costume de movimentar. 

Outra forma de liberação do valor, é através da Conta Poupança Social Digital, assim, é possível verificar através do Caixa Tem. Assim, é possível movimentar o recurso usando o cartão da conta ou através do internet banking e app da Caixa. 

A terceira opção para os trabalhadores que não possuem tais contas, é fazer o saque utilizando o Cartão do Cidadão nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e nos Correspondentes Caixa Aqui, bem como nas agências. No caso do PASEP, o recurso também é disponibilizado através da conta no Banco do Brasil, podendo fazer o saque através do cartão da conta ou na agência tendo em mãos um documento de identificação com foto. 

pis

Abono salarial 2020/2021

Este ano, o PIS/PASEP 2020/2021 deveria ser pago a partir do próximo mês, no entanto, aqueles que trabalharam no ano passado e que estão aguardando o abono devem saber que não receberão o pagamento este ano. Desta forma, a expectativa é que o abono salarial 2020/2021 seja liberado em fevereiro de 2022, mas ainda não há nenhum calendário oficial. 

O adiamento do calendário do PIS/Pasep trouxe uma economia de R$ 7,45 bilhões para este ano. Essa mudança está prevista pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). Apesar de muitos estarem frustrados pela falta do abono neste ano, o governo informou que os trabalhadores não serão prejudicados com esse adiamento. Assim, os trabalhadores estão aguardando o recebimento das duas cotas no próximo ano. 

Terá novas regras?

Apesar de ainda não haver orientações sobre quando começará o pagamento do PIS/PASEP 2020/2021, as regras gerais do abono salarial vão permanecer as mesmas, assim como a forma de pagamento. Atualmente, para ter direito ao PIS/PASEP o trabalhador deve trabalhar por pelo menos 30 dias no ano base do calendário, veja os demais critérios: 

  • Ter recebido, no máximo, dois salários mínimos por mês, em média;
  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • É preciso que a empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente ao governo.

Aqueles que possuem o direito ao PIS recebem anualmente, conforme o mês de nascimento. Para os servidores públicos que recebem o PASEP, o calendário disponibilizado obedece o dígito final da inscrição do servidor.

Samara Arruda